Cabo de la Vela – visitando a bela e remota praia de La Guajira, na Colômbia

Remoto, rústico e belíssimo – assim podemos descrever o pequeno povoado de Cabo de la Vela, localizado em pleno mar do caribe colombiano. Chegar aqui é difícil, mas vale a pena!

Câmbio oficial (janeiro/2017)
1 real = 915 pesos colombianos
1 dólar = 3,20 reais

Praia de Cabo de la Vela, em La Guajira, Colômbia
Praia de Cabo de la Vela, em La Guajira

La Guajira é a segunda província mais pobre da Colômbia, e por muito tempo foi zona de conflito entre exército e diversos grupos guerrilheiros, como as FARC. Hoje, com o avanço das negociações de paz, o turismo começa a avançar, mas ainda é bastante exclusivo aos mais aventureiros.

Grande parte da população desta região é formada por indígenas da tripo Wayúu, famosos por seu espírito guerreiro e por terem ajudado Simón Bolívar na luta pela independência.

Hoje, o acesso ao Cabo de la Vela, um pequeno povoado Wayúu no norte da província (que é formada por uma península que avança no mar do caribe, constituindo o ponto mais ao norte da América do Sul) ainda é complicado, e as instalações por lá são bem simples. Se busca luxo, este definitivamente não é seu lugar. Porém, se busca um pouco de aventura por belas paisagens e conhecer uma cultura autêntica, definitivamente deve pensar em incluir Cabo de la Vela em seu roteiro!

Casas típicas de La Guajira
Casas humildes de uma família Wayúu

Como chegar a Cabo de La Vela

Para chegar até lá, é preciso ir até a pequena cidade de Uribia, e de lá pegar um 4×4 que te leve até Cabo de la Vela. A passagem custa 20 mil por pessoa e sai quando enche (e costuma encher bastante!). O recorrido dura pouco menos de 2 horas, por estradas de terra.

Para chegar a Urubia, deve-se partir em um táxi coletivo de Riohacha (1h20min, 15 mil pesos) ou de Maicao (40 min, 10 mil pesos). O trajeto até aqui é asfaltado.

Não há um terminal em Cabo de la Vela. Para voltar, em geral o pessoal da sua hospedagem se encarregará de conseguir um transporte para você.

La Guajira, Colômbia
Carro que nos levou até Cabo de la Vela
Garoto wayúu em La Guajira
Menino wayúu vendendo artesanatos a turistas em Cabo de la Vela

Hospedagem

Há várias hospedagens em Cabo de la Vela, todas elas muito simples. Não sabemos dizer se alguma tem água corrente.

Nós ficamos em uma das muitas opções de frente ao mar. Alugamos uma rede por 10 mil por pessoa. Se quiséssemos ficar em um quarto, o valor cobrado era de 17 mil por pessoa.

Se quiser acampar, é possível acampar gratuitamente na praia mais ao norte da cidade (onde está o pessoal praticando kitesurfing) , ou pagar na faixa de 5 mil por pessoa para ficar sob um teto.

O banheiro era o próprio mar. Para tomar banho, é possível comprar um balde d’água (2500) e se banhar de canequinha (um balde dá para duas pessoas).

Hospedagens de Cabo de la Vela
Hospedagens da rede à beira da praia em Cabo de la Vela

Comida

A cidade é basicamente composta por hospedagens e restaurantes. A comida é geralmente é baseada em frutos do mar. Um prato com arroz, salada e peixe sai a partir de 13 mil. Uma lagosta pequena ou camarões, a partir de 25 mil (pode variar conforme a temporada). O café-da-manhã sai na faixa de 5 mil.

Almoço em Cabo de la Vela
Almoço simples em Cabo de la Vela, por 13 mil pesos

Mercados

Há uns poucos mercados em Cabo de la Vela, que vendem água, cerveja, refrigerantes, pão, enlatados e outros itens básicos. Apesar de ser um lugar remoto, os preços não são muito diferentes dos praticados em Riohacha ou Maicao. De qualquer forma, pela pouca diversidade, convém levar tudo o que você for consumir.

Venda de gasolina em Cabo de la Vela
“Posto de gasolina” em Cabo de la Vela

O que fazer em Cabo de la Vela?

A cidade de Cabo de la Vela vive basicamente ao redor de sua única avenida, de terra. Quase todas as casas são de madeira, e o chão é a própria areia.

Os pontos de interesse são três: O Faro (farol), o Ojo de Água e o Pilón de Azúcar. Uma excursão pelos três sai na faixa de 20 mil pesos por pessoa. Se quiser visitá-los a pé, o recorrido todo dura cerca de 6 horas.

Se a grana estiver sobrando, pode contratar uma excursão até Punta Gallinas, uma remota praia que se alcança depois mais de 2 horas de carro. A excursão para lá sai na faixa de 150 mil (inclui somente o translado), e dura um dia inteiro.

  • El Faro

Um pequeno farol localizado no topo de um cerro no extremo norte de Cabo de la Vela, oferece belas vistas da península. Está a cerca de 1h30min de caminhada a partir da cidade, e é um ótimo lugar para ver o sol se pôr no caribe.

Pôr do sol no mar do caribe
Pessoal esperando o pôr do sol no farol
  • Ojo de Água

Vizinha do “faro”, é uma pequena praia com ondas fortes onde se pode passar a tarde. Não há infraestrutura no local, mas é possível comprar água, cerveja e algumas comidas simples com os vendedores ambulantes.

Há também um mirador natural e uma gruta que se alcança seguindo até o fim da praia e caminhando sobre as pedras (pode ser perigoso pela força d’água; recomenda-se ir somente se as ondas não estiverem muito fortes e de preferência com um guia).

Praia Ojo de Água, em La Guajira
Pequena praia de Ojo de Água, em Cabo de la Vela
  • Pilón de Azúcar

Um cerro de cor amarela, que se pode chegar caminhando para o norte e pegando uma estrada à direita (se seguir para a esquerda chegará no farol). Está a cerca de 2h de caminhada do centro, e oferece belas vistas do mar e da península. Há também uma pequena praia por lá, mas quando fomos o mar estava muito agitado e era impossível se banhar.

Pilón de Azúcar, em La Guajira
O Pilón de Azúcar
Península de La Guajira vista de cima do Pilón de Azúcar

 

É isso pessoal! Curtiram a dica?

Para seguir acompanhando nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Um comentário sobre “Cabo de la Vela – visitando a bela e remota praia de La Guajira, na Colômbia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *