Visitando as ruínas de Teotihuacán por conta própria

Um dos passeios imperdíveis da Cidade do México é a visita às ruínas de Teotihuacán. Há vários tours caros para lá, mas aqui ensinamos a chegar em transporte público, sem gastar tanto!

Câmbio oficial (outubro/2017)
1 real = 6 pesos mexicanos
1 dólar = 18,90 pesos mexicanos

Mucuvinha em frente à Pirâmide do Sol, em Teotihuacán
Mucuvinha em frente à Pirâmide do Sol, em Teotihuacán

“Lugar onde os homens se convertem em deuses”. Este é o possível significado de Teotihuacán em nahuatl, a linguagem usada pelos povos pré-colombianos da região da Cidade do México.

A história desta cidade ainda é um mistério para os investigadores. Ela foi batizada como Teotihuacán pelos povos mexicas, mas já se encontrava em ruínas quando foi descoberta por eles. O nome original ainda é desconhecido. Estudos indicam que seu apogeu aconteceu entre os séculos III e VII d.C, época em que deve ter abrigado entre 100 mil e 200 mil habitantes. O declínio teria chegado no fim do século VII, decorrente de instabilidade política, rebeliões e mudanças climáticas. Seus habitantes teriam se mudado para outras cidades da região.

Os detalhes de sua história nós não sabemos, mas uma coisa sabemos com certeza: estas são algumas das ruínas mais encantadoras de todo o México. Se você gosta de história, não pode deixar de visitá-la!

Parque Arqueológico Teotihuacán
Parque Arqueológico Teotihuacán

Como chegar?

Chegar por conta própria às ruínas é bem fácil: há ônibus partindo do Terminal Norte para lá a cada 15 ou 20 minutos. É possível chegar a este terminal em metrô (linha amarela, estação Terminal Norte).

A empresa que leva se chama Autobuses Teotihuacán, e seu guichê está no fim do corredor que está à esquerda da entrada do terminal. É pequena, mas é fácil reconhecê-la pelo seu símbolo em forma de pirâmide.

A passagem custa 50 pesos (pouco menos de 10 reais) o trecho. Note que existe uma cidade chamada Teotihuacán. Quando for comprar, diga que quer ir às pirâmides ou ao sítio arqueológico para evitar confusão.

O ônibus te deixará no Portão 1. Para voltar, é possível pegá-lo também no portão 2.

Teotihuacán, México
Algumas partes restauradas, para dar uma ideia de como era Teotihuacán quando habitada.

Valor da entrada

A entrada para a zona arqueológica custa 70 pesos (algo como 12 reais). Cobram também 45 pesos se você quiser usar uma câmera filmadora (máquinas fotográficas ou celulares são isentos).

Conhecendo Teotihuacán

Conhecer Teotihuacán é bem fácil. Ao chegar ao portão 1, alguns taxistas irão te abortar, dizendo que há que caminhar quase 4 horas até chegar às pirâmides, tudo isso em subida. Por isso, te oferecerão um táxi até o portão 3, de onde você poderá seguir em descida até o portão 1. Tudo bobagem: a subida é bem leve, e não deve durar nem 30 minutos. Além disso, passa por outras ruínas igualmente belas.

Mapa de Teotihuacán

Também aparecerão algumas pessoas vendendo mapas, mas nem vale a pena gastar dinheiro com isso. É bem fácil se localizar lá dentro. Basicamente você terá que caminhar em linha reta por um grande calçadão. Ao lado deste calçadão se destacarão algumas ruínas e escavações. Do lado direito, mais ou menos na metade do caminho, está a imponente Pirâmide do Sol, onde é possível subir e apreciar uma vista panorâmica de toda a região. Ao fundo, a Pirâmide da Lua, menor em tamanho mas igualmente bela, te dará uma vista fantástica de todo o caminho percorrido.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O caminho do Portão 1 até a Pirâmide da Lua é de cerca de 2,5km. Ao lado da Pirâmide da Lua está o Portão 3, e em frente à Pirâmide do Sol está o Portão 2.

Nós levamos pouco mais de 3 horas para conhecer tudo. É opcional contratar um guia local (cobram na faixa de 600 pesos – 100 reais – por grupo).

Este slideshow necessita de JavaScript.

É isso pessoal! Curtiram a dica deste lugar?

Para mais dicas bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

4 comentários sobre “Visitando as ruínas de Teotihuacán por conta própria

  1. Muito bem vindas essas dicas. Estarei partindo pro méxico próxima segunda, chegando por cancun e voltando por CDMX, passando por Palenque, San Cristóbal, Oaxaca e Puebla. Passarei o dia dos mortos de 31 a 03 em Oaxaca, se der nos esbarramos por lá. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *