Guia completo de Zhangjjiajie – o parque do Avatar

Zhangjiajie é um dos destinos turísticos mais famosos da China, e as paisagens inspiraram o cenário de Pandora, do filme Avatar. Aqui ensinamos tudo o que você precisa saber para conhecê-lo!

Câmbio oficial (abril/2019)
1 real = 1,73 yuan
1 dólar = 6,70 yuan
1 euro = 7,59 yuan

Zhangjiajie
Zhangjiajie, a paisagem que inspirou o mundo de Pandora

Declarado como Patrimônio Natural da UNESCO, este parque nacional possui paisagens que não se vê em outro lugar do mundo. A ação de terremotos e erosão ao longo de milhões de anos transformou o que antes era um planalto em enormes pilares rochosos, alguns com bases tão estreitas que chega a ser difícil acreditar que conseguem se manter de pé. Dizem que foi daqui que o diretor James Cameron tirou inspiração para criar o universo de um de seus filmes mais famosos: o Avatar.

O parque é bem grande. Muita gente o visita em apenas um dia, mas recomendamos que você reserve uns três dias se quiser conhecê-lo bem!

Como chegar?

O parque está perto da cidade de Zhangjiajie, no estado de Hunan. Em Zhangjiajie há um aeroporto com voos diários para os principais destinos do país. Outra opção para chegar em Zhangjiajie é pegar um trem em Changsha ou em Huaihua.

Nós chegamos a Zhangjiajie desde Chongqing usando trem. Pegamos um noturno para Huaihua (154 yuan, 10h, cama) e de lá pegamos outro para Zhangjiajie (37,5 yuan, 3h30min, assento simples). A estação de trens de Zhangjiajie fica ao lado da rodoviária.

Onde se hospedar?

Desde Zhangjiajie o ideal é ir para algum povoado perto da entrada do parque. O mais popular é o de Wulingyuan, mas nós recomendamos ficar em Tianzi, que é menos famoso e mais barato. Além do mais, de Tianzi há ônibus gratuitos para os principais destinos na parte alta do parque (se ficar em Wulingyuan vai ter que ficar pagando elevador ou teleférico para subir).

Os ônibus de Zhangjiajie para Tianzi saem da rodoviária e a passagem custa 17 yuan (quase 2h de viagem). Para Wulingyuan a passagem custa 20 yuan e a viagem dura 50 minutos. Fique atento que estes ônibus circulam até no máximo por volta das 18h, então se chegar mais tarde considere passar uma noite em Zhangjiajie (ou esteja disposto a pagar uns 150-200 yuan em um táxi).

Em Tianzi nós nos hospedamos no hotel Haolaiwu Inn. Era bom, de longe o mais barato e o dono fazia questão de nos levar e nos buscar todos os dias na entrada do parque (de graça), mesmo que caminhando levássemos apenas 10 minutos. Além disso nos desenhou um mapa completo com todas as dicas do parque.

Zhangjiajie
Pequena cidade de Tianzi

Se quiser reservá-lo (ou buscar outros na região), pode fazer por aqui.

Há também a opção de se hospedar dentro do parque, embora só recomendamos caso você faça questão de ver o nascer ou o pôr do sol. As opções de restaurantes e mercados dentro do parque são um pouco escassas, o que eleva bastante os preços.

Melhor época para visitar

A melhor época para visitar é entre setembro e novembro, quando não há muitas chuvas nem neblina na região. Em dezembro e janeiro há chances de ver neve nas montanhas.

Nós visitamos o parque no meio de abril. Dos 4 dias que ficamos, pegamos 2 dias bons. Um dia foi parcialmente nublado e no outro não conseguimos ver absolutamente nada.

Zhangjiajie com neblina
Fique atento à previsão do tempo, senão…

Preço da entrada

O valor oficial do ticket é 245 yuan, e ele é válido por 4 dias (dizem que na alta temporada baixam a validade para 3 dias, embora não conseguimos confirmar esta informação).

Se você for na baixa temporada, é provável que acabe pagando menos. Nós fomos em abril e pagamos 228 yuan.

O acesso ao parque é feito usando as impressões digitais. Ou seja, não dá para passar o ticket para outra pessoa.

Como conhecer o parque?

Como foi bem difícil encontrar informações sobre este parque, já que a maioria das pessoas simplesmente recomenda que se contrate um guia, desenhei este mapa para tentar facilitar:

Zhanjiajie, China
Mapa do Parque Nacional de Zhanjiajie

Eu virei o mapa e coloquei Tianzi na base para facilitar. Ou seja, o “norte” está para a esquerda, e não para cima. Lembre-se disso caso queira compará-lo com algum outro mapa.

Dentro do parque há ônibus gratuitos que passam em intervalos de no máximo 20 minutos. Nos destinos mais famosos é possível que você pegue bastante fila, mas nestes casos eles costumam reorganizar os ônibus para atender a demanda. Nunca esperamos mais que 30 minutos por um ônibus.

Pouca gente no parque fala inglês, mas há placas em inglês por todos os cantos (ainda que algumas traduções estejam bem malfeitas).

Zhanjiajie
Ônibus gratuitos dentro do parque

Nas estações menos populares é comum que o motorista passe direto se ninguém pedir para descer. Se você quiser que ele pare basta levantar e dar um grito (em qualquer idioma, ele vai entender).

Note que, apesar de haver ônibus no parque inteiro, as estradas não são interligadas umas às outras. Ou seja, se quiser conhecer todos os cantos, terá que caminhar de vez em quando. É possível evitar as caminhadas mais longas usando os teleféricos ou o elevador, que custam 72 yuan o trecho.

Enfim, conseguimos nos deslocar com facilidade lá dentro sem usar guia e sem contratar tour. Inclusive recomendamos que você não contrate estes serviços, pois assim terá oportunidade de ficar o tempo que quiser em cada lugar. Nós fizemos tudo a pé e de ônibus, e não pegamos transporte pago dentro do parque nenhuma vez.

Os principais destinos

  • Yuangjiajie

Também conhecidas como “Hallelujah Mountains”, estas são as montanhas que dizem que inspiraram a paisagem do filme Avatar. Este é o principal destino dentro do parque, e portanto o mais cheio.

Nós só visitamos a parte alta de Yuangjiajie. A partir da parada de ônibus é possível fazer um caminho circular passando por vários mirantes. Se tiver sorte, poderá ver alguns macacos por aí.

A caminhada é tranquila, com algumas subidas e descidas, mas nada pesado. Um dos destaques desta região é a chamada “Ponte de Pedra”, onde o pessoal costuma prender um cadeado com uma fita vermelha e um desejo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leva-se em torno de 1 hora para fazer este passeio com tranquilidade.

Desde Yuangjiajie é possível pegar um ônibus até o famoso elevador panorâmico. Este elevador tem mais de 300 metros de altura e é considerado o maior elevador panorâmico do mundo.

  • Yangjiajie

Não confunda com o anterior: note que há uma sutil diferença entre os nomes (este não tem o “u” depois do “y”).

Yangjiajie é uma parte nova no parque, e supostamente é menos conhecida (embora a achamos tão cheia quanto Yuangjiajie). Desde a parada do ônibus você pode fazer uma caminhada de uns 10 minutos até a Peak Wall, um paredão de pedra muito interessante. Se estiver disposto a caminhar bastante, pode ir até Tian Bo House e até o Air Corridor. Calcule entre 2 e 3 horas para fazer tudo.

Yangjiajie, Zhanjiajie
Peak Wall em Yangjiajie

Em Yangjiajie há um teleférico que desce para a parte baixa do parque. Antes havia uma trilha para descer, mas esta trilha estava fechada quando visitamos.

  • Tianzi

Outro destino bastante famoso, Tianzi é a parte mais alta do parque. Lá está uma estátua de pedra, um McDonald’s gigantesco e um teleférico.

A paisagem aqui não é muito diferente da de Yuangjiajie, mas o grande charme é quando há neblina baixa: você poderá ver tudo de cima das nuvens. Mas nós não tivemos esta sorte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A caminhada por aqui é curta, algo entre 30 minutos e 1 hora.

  • Mirante do elevador

Não sabemos qual o nome oficial deste lugar, mas ele é famoso porque daqui se enxerga o famoso elevador de frente (em dias sem neblina, claro).

Elevador Bailong, Zhanjiajie
Vista do elevador mais alto do mundo

Para chegar até lá, desça na estação “Sancha” (é a primeira parada de quem vem de Tianzi). De Sancha você pode caminhar 50 metros até o começo da estrada que leva para o mirante. Aqui você pode seguir caminhando mais uns 50 minutos ou pegar um carro elétrico (estes são pagos: 50 yuan por pessoa).

  • Mirantes desconhecidos

Aqui há três mirantes, e praticamente ninguém sabe da existência deles. Nós passamos quase 2 horas por lá e só cruzamos com 5 turistas o caminho todo.

A estrada que leva aos mirantes está a uns 300 metros da estação “Sancha”. Você pode fazer este trecho caminhando pela estrada (vá bem pelo canto e cuidado com os veículos) ou pegar um ônibus e pedir para descer ali.

Mirante "Fairy Bridge" em Zhanjiajie
Vista do “Fairy Bridge”

Desde a entrada, siga mais uns 5 minutos por uma estrada secundária, e então encontrará o começo da trilha. Aí você seguirá mais uns 10 minutos escada abaixo até encontrar uma bifurcação. Se seguir para a direita, caminhará mais uns 30 minutos e chegará a Fairy Bridge. Não é muito impressionante, mas vale a pena caso esteja com tempo.

Seguindo para a esquerda você caminhará uns 10 minutos até os mirantes God Chicken Pecking e Hard for One Step. Eles fornecem uma vista espetacular do vale. Foi uma das vistas mais bonitas que vimos no parque.

Mirante "God Chicken", Zhanjiajie
Vista do “God Chicken”

Parte baixa do parque

Nós não chegamos a visitar a parte baixa do parque. Estava nos nossos planos para o último dia, mas o clima não ajudou.

Se você se hospedar em Tianzi e quiser visitá-la (e tiver disposição para caminhar bastante), faça o seguinte:

  • Pegue um ônibus fora do parque até a entrada de Yangjiajie (3 yuan);
  • Faça todo o caminho (alternando entre ônibus grátis e trilhas) até a parte baixa do teleférico de Tianzi;
  • Siga caminhando montanha acima, ou pegue o teleférico.

Você pode modificar este roteiro como quiser, pegando o elevador ou o teleférico de Yangjiajie.

Um roteiro clássico de 3 dias é visitar no primeiro dia Yuangjiajie e Yangjiajie, no segundo dia os mirantes desconhecidos e o mirante do elevador, e no terceiro dia fazer a caminhada pela parte baixa, desde a entrada de Yangjiajie até Tianzi. Com isso você terá visitado o parque todo.

É isso, pessoal! Para mais dicas bacanas, não deixem de nos acompanhar em nossas redes sociais:

3 comentários sobre “Guia completo de Zhangjjiajie – o parque do Avatar

  1. Fala Renan. Maravilhosa aventura em Zhangjiajie, um dos parques nacionais mais procurados da China, um parque florestal único, onde foi gravada a película de Avatar, dirigido por James Cameron em 2009, que está presente na minha prateleira de filmes favoritos (até hoje aguardo a sequência do filme. Ouvi falar que a continuação do longa metragem está prevista para 2020. Pois é, nunca vi se passar tanto tempo para gravar a continuação de um filme). O parque é um lugar surreal, depois você nos conta qual é a sensação de flutuar nas nuvens em meio a essa floresta de penhascos kkkkk. Realmente deslumbrante. Adorei a foto de vocês tiraram em Fairy Bridge, uma área natural esculpida em pedra calcária que te leva ao arco que tem a maior extensão conhecida no mundo. Te digo isso pois sou um amante da natureza, e tenho alguns trabalhos produzidos em powerpoint (pptx) publicados em um site espanhol.
    Parabéns pelo trabalho, Renan, e manda um abraço muito especial ao Mucuvinha.

    1. Fala Gualter!!
      Que bacana, gostei bastante deste filme também, não sabia que estavam prevendo uma continuação. Tomara que fique tão boa quanto o primeiro!
      Este parque realmente é muito bonito. Fazia bastante tempo mesmo que não nos surpreendíamos com uma paisagem. Esta é diferente de tudo o que já vimos até então. O mais perto disso foi um parque chamado “Los Estoraques” na Colômbia, mas não dava nem 10% de grandeza do que é o Zhangjiajie.

      Abração!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *