Esteros del Iberá, o pantanal argentino

Pouco conhecido pelos argentinos e muito menos pelos brasileiros, o Parque Nacional Esteros del Iberá é a terceira maior reserva de água doce do planeta. Conhecido como o “pantanal argentino”, esta região abriga inúmeras variedades de animais e plantas de todos os tipos.

Como chegar

Talvez a melhor maneira de desfrutar de todos os encantos dos Esteros seja ir com seu próprio carro 4×4, embora também seja possível curtir bastante indo de ônibus e vans.

O principal ponto de partida para conhecer a região é a pequena vila de Carlos Pellegrini, na província de Corrientes. Para chegar até esta vila, deve-se pegar um ônibus até a cidade de Mercedes e em Mercedes procurar as vans que levam até Pellegrini, ou tentar uma carona até lá. Também é possível procurar uma das inúmeras agências de turismo e ir de excursão, embora esta opção seja consideravelmente mais cara.

Jacaré nos Esteros del Iberá
Jacaré caminha tranquilamente pela beira da estrada

No nosso caso decidimos ir de van (não são baratas, custam 200 pesos por pessoa – cerca de 50 reais). As vans saem meio-dia da antiga estação de ônibus (que fica a cerca de 2 quadras da nova). Pergunte para qualquer pessoa sobre as vans para Pellegrini que todos vão saber te informar.

Se quiser se aventurar na carona, note que a estrada para Pellegrini está a uns 10km de Mercedes. O ideal seria ir para lá, pois uma pessoa que vem de outro lugar não precisa necessariamente entrar em Mercedes para pegar a estrada para Pellegrini.

Para voltar de carona é mais fácil: procure conversar com todos os turistas que estiverem por ali para ver se estão de carro e quando voltam. Conseguimos uma carona de volta com um casal de Buenos Aires que fez um passeio de lancha conosco. Os moradores locais também podem dar carona, embora a maioria costume cobrar pelo translado.

Se não encontrar ninguém, simplesmente caminhe até a entrada da cidade e fique com o polegar levantado.

Hospedagem

Quando procuramos as hospedagens pelo booking ficamos assustados: a mais barata custava em torno de 200 dólares o quarto. Porém, vimos que havia um camping municipal por lá, então ficamos mais tranquilos.

Visita de uma capivara ao nosso acampamento nos Esteros del Iberá
Visita de uma capivara ao nosso acampamento nos Esteros del Iberá

O camping custa 50 pesos por pessoa e cobra mais uma taxa de entrada (paga uma única vez) de 20 pesos.
Quem não tiver barraca não precisa se preocupar: há opções econômicas no valor de 150 pesos por pessoa para quartos privados. Esqueçam sites de hospedagem: o esquema é chegar lá na hora e procurar as pequenas pousadas familiares.

O que fazer

A vila de Carlos Pellegrini é incrivelmente pequena, com todas as ruas de terra e casas que na verdade são pequenas chácaras, com cavalos e bois no quintal.

Quem se hospedar no camping será privilegiado com a visita de capivaras ao final da tarde, e ocasionalmente de algum jacaré.

Quem estiver nos hotéis não precisa se preocupar: há duas trilhas gratuitas a 1km da cidade onde se pode ver estes animais e também veados e macacos.

Também vale a pena contratar o passeio de lancha (150 pesos por pessoa, passeio de 2h) que sai do camping (mesmo se não estiver hospedado ali pode fazê-lo).

Para quem gosta de observar pássaros, há espécies de todos os tipos por ali.

Pica-pau, uma das inúmeras espécies de pássaros que vivem nos Esteros del Iberá
Pica-pau, uma das inúmeras espécies de pássaros que vivem nos Esteros del Iberá

2 dias devem ser suficientes para conhecer toda a região. Se busca um lugar para relaxar sem fazer nada além de assar um churrasquinho de tarde, pode estender sua estadia para mais alguns dias.

Um veado nos Esteros del Iberá
Um veado nos Esteros del Iberá

Informações úteis

O preço das coisas em Pellegrini é um pouco mais caro que em Mercedes, mas não chega a ser absurdo. O principal problema da vila é que as vendas se resumem a pequenos quiosques, então poderá ser difícil encontrar alguns produtos por ali. Vale a pena fazer compras em Mercedes antes de ir.

  • Leve dinheiro, pois não há banco na vila, e duvido que algum lugar aceite cartão de crédito.
  • Há um caminho de Pellegrini até Posadas (ao norte), porém dizem que a estrada é péssima.
  • Apesar de dizerem que precisa de 4×4 para chegar a Pellegrini, a estrada Mercedes-Pellegrini é bem tranquila se não chover, e pode ser percorrida por qualquer 1.0. Se chover a coisa complica.
  • Esteja preparado para ficar 1 ou 2 dias a mais em Pellegrini, pois se chover muito é possível que a van não faça o trajeto.
  • Contratar um guia para fazer as trilhas é jogar dinheiro fora.
  • Salvo um ou outro hotel mais caro, não há internet na vila e nem sinal de celular. Se não vive sem facebook, esqueça este lugar.
Jacaré na lagoa dos Esteros del Iberá, Carlos Pellegrini, Argentina
Jacaré na lagoa dos Esteros del Iberá, Carlos Pellegrini, Argentina

É isso pessoal!
Para mais dicas de viagens e acompanhar nossa volta ao mundo, custam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

2 comentários sobre “Esteros del Iberá, o pantanal argentino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *