Cozumel – visitando a paradisíaca ilha na Riviera Maia gastando pouco

Cozumel é um dos lugares mais visitados por cruzeiros no mundo. E não é para menos: com praias paradisíacas e quase desertas, boa gastronomia e excelentes locais para mergulho, este destino é o favorito de muitos que vem se aventurar pelo México!

Câmbio oficial (agosto/2017)
1 real = 5,60 pesos mexicanos
1 dólar = 17,80 pesos mexicanos

Ilha de Cozumel

Do maia “Kosom Lumil”, que significa “terra de andorinhas”, Cozumel é a terceira maior ilha do México, e a segunda mais povoada.

Sua história começou no século II a. C., quando os primeiros habitantes nômades começaram a povoar o local. Séculos mais tarde, os primeiros maias apareceram, e algumas de suas ruínas ainda se encontram preservadas.

Atualmente, a ilha vive principalmente do turismo. E não é para menos: Vários visitantes que viajam pelo México consideram suas praias como as mais bonitas do país. Além disso, os fãs de snorkel e mergulho ficarão encantados com a transparência de suas águas.

E, apesar de os preços serem razoavelmente altos, é possível aproveitar muito da ilha gastando bem pouco. Aqui damos todas as dicas de como economizar ao máximo por lá!

No letreiro de Cozumel
No letreiro de Cozumel

Chegando e saindo

Em Cozumel há um aeroporto internacional, mas a maneira mais tradicional de se chegar à ilha é pegando um ferry desde Playa del Carmen. O local de embarque é quase em frente à praça Benito Juárez, e os ferrys saem de hora em hora. O tempo de deslocamento é de pouco mais de 30 minutos.

Há três empresas que fazem, com praticamente os mesmos preços. Nós fomos com a Barcos Caribe (www.barcoscaribe.com), pois era a que tinha menos fila, foi a mais pontual e ainda oferecia a melhor promoção. Quando viajamos (alta temporada), o preço de ida e volta era de 270 pesos mexicanos. Se estiver na baixa temporada, pergunte se estão fazendo alguma promoção (às vezes baixam o preço para 180 pesos, ou até menos).

O ticket de volta é aberto, e você pode voltar o dia e a hora que quiser.

Mucuvinha viajando para Cozumel
Barco para Cozumel

Hospedagem

As opções de hospedagem em Cozumel são caras, mas caminhando por lá é possível encontrar algumas opções baratas. Um hotel simples no centro, com ar condicionado, sai a partir de 500 pesos para um casal.

Se quiser economizar mais, dê uma olhada nas casas que alugam quartos.

Outra opção bastante boa é o AirBnb: nós ficamos em um quarto privado para duas pessoas pelo equivalente a 40 reais por dia (já com as taxas). Tinha geladeira e um pequeno fogão elétrico. Estava a uma certa caminhada do centro. O chato é que o banheiro não tinha porta.

Se quiser ficar lá, este é o link para o quarto:

https://www.airbnb.com.br/rooms/18611681

  • Se você nunca usou o AirBnb, pegue um bônus de 100 reais aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deslocamento na ilha

A ilha é grande (478 quilômetros quadrados), e há uma cidade principal – San Miguel de Cozumel – com pouco menos de 100 mil habitantes. Dentro desta cidade há ônibus que custam 9 pesos.

Para os outros cantos da ilha, não há transporte público, e os táxis são caros. Em uma viagem de uns 15km espere pagar algo por volta de 150 pesos.

Como a principal atração da ilha é fazer o circuito pelo sul (quase 70km), a melhor opção acaba sendo alugar um veículo. Aqui vão alguns preços:

  • Bicicleta: na faixa de 150 a 200 pesos por dia. Não vale a pena, pois faz muito calor;

  • Scooter: 300 pesos. Costuma ser a melhor opção custo/benefício;

  • Carro: geralmente alugam fuscas ou gols transformados em conversíveis, mas também há carros de luxo. Ficam a partir de 28 dólares por dia (procure por promoções no RentalCars – sempre há umas boas barbadas por lá).

Todos esses preços variam muito conforme a temporada. Se reservar com antecedência é possível conseguir preços menores.

Fusca conversível – exemplo de veículo bastante alugado em Cozumel

Se for ficar vários dias, talvez valha mais a pena alugar um carro em Playa del Carmen (mesmo tendo que pagar cerca de 1000 pesos no transporte do ferry).

Outra dica é: logo na saída do ferry virão várias pessoas oferecer aluguel de veículos. Ignore-as e procure nas ruas atrás da praça principal. Lá vai conseguir preços melhores.

Carona também funciona bem, embora você precise dar uma boa caminhada para encontrar um bom lugar para levantar o polegar.

O que fazer na ilha?

O passeio clássico é alugar um veículo e dar uma volta completa no sul da ilha, passando por belas paisagens e praias desertas. Ainda assim, se você viaja em modo econômico e não quer gastar com aluguel de carro, há algumas praias próximas que se pode ir caminhando. Inclusive um dos melhores pontos de snorkel fica por ali.

  • Opções para ir a pé
Praias em Cozumel
Lugares para visitar a pé em Cozumel

Snorkel 1: Um dos melhores lugares para fazer snorkel na ilha. Se você só puder ir em um lugar, venha aqui. Cuidado ao entrar, pois é cheio de pedras e tem ouriços.

Uma vez dentro da água, você vai nadar ao lado de um enorme paredão de coral. É fundo, portanto é importante saber nadar.

Praia 1: Praia pública bonita e com chão de areia. O problema é que é muito pequena. Interessante para se refrescar, mas não há muito o que aproveitar.

Snorkel/praia 2: Outra opção boa, tanto para snorkel quanto para curtir uma praia. Há algumas pedras na entrada, mas depois de cruzá-las você chegará na areia.

Para quem curte snorkel, há uma grande variedade de peixes para se ver, alguns bem grandes. A profundidade vai aumentando aos poucos à medida que se afasta da praia, o que a torna um bom lugar mesmo para quem não sabe nadar.

Praia de Cozumel
Praia de Cozumel onde se pode chegar caminhando

A praia é limitada pelo Stingray Beach, um lugar com arraias confinadas para que turistas possam nadar com elas. A entrada é cara e nós somos contra este tipo de turismo, mas se você quiser vê-las gratuitamente basta se aproximar das grades. Ninguém vai te mandar sair de lá (afinal, a praia é pública).

Praça central: É a praça onde você pode tirar aquela foto clássica com o letreiro de Cozumel. Possui um pequeno show de água e luzes, onde você pode se banhar (as crianças adoram).

Ao seu redor estão os principais restaurantes e lojas de lembrancinhas da ilha.

Cozumel
Crianças brincando na praça de Cozumel
  • Opções para ir em veículo particular

Se tiver condições de alugar um veículo, pagar um táxi ou quiser se aventurar de carona, este é o circuito que você deve fazer:

Roteiro de carro em Cozumel
Roteiro para se fazer em carro

Você passará por várias praias totalmente desertas, e basta escolher o local onde quer estacionar para curtir. Algumas paradas clássicas são:

Playa Palancar: Das praias com estrutura, esta talvez seja a mais bonita da ilha. Há um beach club aí que aluga cadeiras e vende bebidas, mas você não é obrigado a utilizá-lo.

Punta Sur: É uma reserva natural privada (entrada: 14 dólares), onde você poderá ver algumas espécies de aves nativas, crocodilos, subir a um farol e curtir uma praia.

Ruínas de San Gervasio: São as ruínas maias da ilha de Cozumel. Segundo nos disseram, não são tão impressionantes se comparadas com as do continente (não fomos até lá). A entrada custa 70 pesos, e não há transporte público.

Ruínas de San Gervasio
  • Tours

Cozumel oferece uma grande variedade de tours, geralmente de mergulho e snorkel. Os dois populares são:

Tour de Snorkel: Tour de 2 horas em barco, parando em 3 pontos de snorkel. Custa 300 por pessoa.

Se você já tiver seu equipamento e tiver tempo, não vale a pena, já que os pontos que eles param são facilmente visitados a pé. Basta ficar de olho onde os barcos estão parados e nadar até lá.

Snorkel em Cozumel
Fazendo snorkel por conta própria

Tour el Cielo: Custa 600 pesos e dura 4 horas. Param em alguns pontos de snorkel, sendo o principal o El Cielo, um banco de areias com estrelas-do-mar. Se você nunca viu uma, pode ser interessante.

Evite tocá-las, mesmo que seu guia diga que pode. Os inúmeros selfies diários estão acabando com estes animais.

Além destas, há vários outros tours em Cozumel, como mergulhos profissionais (na faixa de 100 dólares), passeios para ver pássaros e muito mais. Também há vários delfinarios (lugares para nadar com golfinhos de cativeiro), embora recomendamos evitar este tipo de turismo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É isso pessoal! Espero que tenham curtido as dicas desta ilha incrível! Não deixe de ler nosso post sobre Playa del Carmen aqui:

Para mais dicas bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

3 comentários sobre “Cozumel – visitando a paradisíaca ilha na Riviera Maia gastando pouco

    1. O México era um sonho antigo nosso também! Estamos adorando este país!!!
      E, pra ajudar, o povo é bacana e a comida é ótima. Acho que vamos acabar vindo morar aqui 😀

      Bjosss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *