Win Sein Taw Ya – visitando a maior estátua do Buda deitado do mundo

A uns 20 km de Mawlamyine, fora da rota turística tradicional do Myanmar, está esta impressionante estátua de 180 metros. Aqui contamos um pouco sobre ela e ensinamos a visitá-la em transporte público!

Câmbio oficial (set/2018)
1 real = 392 quiates
1 dólar = 1604 quiates
1 euro =1887 quiates

Win Sein Taw Ya
Win Sein Taw Ya

Mawlamyine é um lugar bem pouco visitado no Myanmar. Esta é uma daquelas cidades onde as pessoas olham os estrangeiros e se perguntam: “que diabos estão estes aí fazendo por por aqui?”. E, perto deste lugar desconhecido, está uma joia ainda menos conhecida: a estátua gigante de Win Sein Taw Ya. O Buda, representado nesta estátua, teria mais de 180 metros de altura se estivesse em pé, e seria assim a estátua mais alta do mundo (como referência, o Cristo Redentor tem 38 metros, contando o pedestal).

Em frente a este Buda estavam construindo outra estátua ainda maior. Uma pena é que, ao que tudo indica, as obras foram abandonadas. Pelo que lemos, o monge que idealizou este lugar morreu, e muitos acreditam que ninguém tocará os projetos adiante. Talvez Win Sein Taw Ya seja devorada pelo mato, e só venha a ser redescoberta daqui há algumas dezenas ou centenas de anos?

Win Sein Taw Ya
Mucuvinha em frente à estátua

Enfim, se você estiver por estes lados, não deixe de dar um pulo por lá!

Como chegar?

Os poucos turistas que chegam lá geralmente vão em moto alugada ou contratam um táxi. Mas é bem fácil chegar em transporte público. O esquema é pegar um caminhão ou ônibus neste ponto da cidade:

Local de ondem saem os transportes públicos para a estátua

Como pouquíssimas pessoas falam inglês, o ideal é baixar uma imagem do Buda no seu celular e ir mostrando para o pessoal. Eles vão te indicar qual transporte vai para lá.

Para ir, nós pagamos 750 quiates numa caminhonete. Para voltar, custou 1000 quiates. Não entendemos o motivo da diferença no preço, mas não nos pareceu ser exploração. Talvez simplesmente pegamos uma caminhonete mais cara.

A caminhonete te deixará em um cruzamento a uns 2 quilômetros da estátua. A partir daí é só subir a pé ou contratar um tuk tuk ou uma moto (haverá vários esperando no cruzamento).

No caminho de subida você verá uma fileira de estátuas de monges. Em um ponto elas desviam da estrada principal e seguem por um outro caminho (infelizmente, por conta da chuva na volta, não conseguimos ver onde elas iam dar).

Monges em Win Sein Taw Ya
Fila de monges que te acompanham uma parte do caminho

Visitando a estátua

Logo você verá a imponente estátua surgir no horizonte. Provavelmente verá muitos monges e talvez alguns poucos turistas nacionais por ali. Também verá alguns templos, pagodes, estátuas menores e talvez alguns bois ou cabras pastando pela região.

Você pode subir e inclusive entrar na estátua, indo parar bem em frente ao seu rosto. Não se paga absolutamente nada. Só lembre-se de tirar os sapatos antes de entrar.

Em frente a esta estátua você verá a outra, abandonada, que teve só a cabeça construída.

Win Sein Taw Ya
Nova estátua que estava sendo construída

Para voltar, é só descer até a estrada (se tiver subido em tuk tuk, provavelmente ele ficará te esperando) e acenar para qualquer caminhonete ou ônibus que passar. Se for mais aventureiro, pode até arriscar uma carona (o que costuma ser muito fácil de se conseguir no Myanmar).

Win Sein Taw Ya
Vista que se tem de cima da estátua

É isso, pessoal! Esperamos que tenham gostado de conhecer este lugar fora da rota clássica do turismo.

Se quiser saber mais sobre a estátua, mostramos um pouco dela em nosso vídeo sobre Mawlamyine:

Não deixem de ler nosso post completo com todas as dicas para viajar pelo país:

Para mais dicas bacanas, sigam-nos em nossas redes sociais:

2 comentários sobre “Win Sein Taw Ya – visitando a maior estátua do Buda deitado do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *