Visitando Chiang Rai, o Templo Branco e o Templo Azul

Destinos imperdíveis no norte da Tailândia, o Templo Branco e o Templo Azul de Chiang Rai estão entre os templos mais bonitos que vimos no país. Aqui mostramos como são e ensinamos a visitá-los em transporte público!

White Temple - Chiang Rai
White Temple em Chiang Rai

Chiang Rai é uma cidade pequena e agradável, localizada no norte do país. Costuma ser um ponto de parada estratégico para aqueles que vêm e vão para o Laos e é base para conhecer os belíssimos templos Branco e Azul, duas joias escondidas no norte da Tailândia. Também é de Chiang Rai que o pessoal costuma sair para conhecer o “Triângulo Dourado”, uma tríplice fronteira entre a Tailândia, o Mianmar e o Laos.

Chiang Rai ganhou mais fama recentemente por ser perto da caverna onde os meninos tailandeses ficaram presos junto com seu treinador de futebol.

Enfim, se estiver viajando por esta região do sudeste asiático, não deixe de dar uma conferida por aqui!

 

Como chegar?

Chiang Rai está a cerca de 3 horas de viagem desde Chiang Mai. Apesar de haver ônibus saindo de hora em hora, é recomendável comprar a passagem com pelo menos um dia de antecedência, pois elas se esgotam rápido.

Há diferentes classes de ônibus que fazem este trajeto (embora todos pertençam à mesma empresa), e os preços variam de 140 a 200 bahts.

Algumas pessoas optam por fazer a visita em uma excursão contratada em Chiang Mai. As excursões costumam incluir a visita aos principais templos e a mais alguns lugares turísticos pelo caminho. Elas custam na faixa dos 1000-1500 bahts, fora as entradas.

Há também ônibus de/para a fronteira com o Laos. Eles custam 65 bahts e saem de hora em hora (deste às 6h30min até às 16h30min). A viagem leva em torno de 2 horas.

Chiang Rai
Ônibus que vai para o “White Temple” de Chiang Rai

Hospedagem

Há diversos hotéis dos mais variados preços em Chiang Rai. Nós ficamos no Baan Nukanong, que era uns 2 quilômetros afastado do centro. O quarto era bom e muito econômico: o equivalente a R$35 para um quarto privado de duas pessoas.

A melhor área para se hospedar é próximo à estação de ônibus. Ali estão os principais restaurantes, agências e é onde rola, todas as noites, uma feira de comida e artesanatos.

Comer e beber

Chiang Rai oferece uma boa oferta de restaurantes e bares, tanto com comidas locais quanto internacionais. Você consegue um almoço simples por aqui a partir de 35 bahts (R$ 4,10).

Uma boa dica para jantar é ir no Night Market Bazar, que ocorre na rua atrás da estação de ônibus. Ali há muita oferta de comidas e pratos bastante econômicos. Também é um bom lugar para comprar lembrancinhas e roupas.

Night Bazar em Chiang Rai
Night Market em Chiang Rai

Aluguel de moto

Muita gente opta por alugar uma moto para conhecer Chiang Rai e seus arredores. Praticamente qualquer agência ou hotel alugam. A diária fica na faixa dos 200 bahts (R$ 23,50 – geralmente pedem um depósito em dinheiro ou para deixar o passaporte).

Mas você pode visitar os principais lugares em transporte público mesmo.

Os templos

  • Templo Azul (Wat Rong Seur Ten)

O templo azul está localizado a pouco menos de 5 quilômetros para o norte do centro, depois de cruzar a ponte. Nós optamos por ir lá a pé mesmo, mas muita gente prefire contratar um tuk tuk para não caminhar sob o sol forte.

Templo Azul - Chiang Rai
Localização do Templo Azul em Chiang Rai

O portal, o interior e as paredes externas do templo são todas pintadas de azul, assim como algumas esculturas que o rodeiam. Apesar da grande quantidade de turistas, a visita vale a pena, pois o lugar é muito bonito.

A entrada é gratuita. Note que, em frente ao templo, há uma estátua do Buda segurando um pote em meio a um poço de água. A brincadeira aqui é tentar acertar uma moeda dentro do pote do Buda para ter sorte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Templo Branco (Wat Rong Khun)

Este templo está a cerca de 15 quilômetros ao sul de Chiang Rai (você pode vê-lo da estrada). Um tuk tuk deve cobrar na faixa dos 150 bahts (R$ 18) pelo trajeto, embora você possa ir em transporte público por apenas 20 bahts (R$ 2,40). Os ônibus que vão para lá partem da rodoviária de Chiang Rai a cada 45 minutos. Eles te deixarão na estrada, a uns 100 metros da entrada do templo. Para voltar, é só voltar para a estrada e acenar para qualquer ônibus que passar. Também é possível voltar em caminhonete, embora seja bom confirmar o preço antes (uma queria nos cobrar 50 bahts, e a outra fez por 20 bahts).

O Templo Branco é um dos mais bonitos que vimos no sudeste asiático. Sua entrada é um tanto assustadora: é preciso atravessar uma ponte que passa por cima de centenas de braços estendidos para cima. Talvez a ideia seja representar o inferno budista.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A entrada para este templo custa 50 bahts (R$ 5,90). Lá dentro você pode comprar uma plaquinha de prata por 30 bahts, escrever uma mensagem nela e pendurá-la em uma árvore. E, se você gosta de carimbos no passaporte, leve o seu quando visitar o templo. Na saída há uns carimbos de recordação. Você pode carimbar ali seu passaporte ou um cartão postal (grátis).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em frente ao Templo Branco há uma exposição de arte com quadros e esculturas bem bonitos. A entrada para a exposição é gratuita.

  • Templo Negro (Museu Baandam)

Este museu, mais conhecido como “black house” (mas muitas vezes vendido como “templo negro” para causar mais impacto) está a uns 15 quilômetros ao norte de Chiang Rai. Nós não nos interessamos em visitá-lo, embora seja um lugar bastante famoso entre os turistas.

Alguns dizem que o lugar é um tanto mórbido, dado as cores e a quantidade de chifres e peles de animal que há lá dentro. A entrada para ele custa 80 bahts.

 

É isso, pessoal! Espero que tenham curtido a dica desta cidade.

Para conhecerem mais lugares bacanas pelo mundo, não deixem de nos seguir nas redes sociais:

Um comentário sobre “Visitando Chiang Rai, o Templo Branco e o Templo Azul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *