Visitando as Ruínas de Copán – a herança Maia em Honduras

Um dos destinos turísticos mais importantes do país, este Patrimônio da UNESCO foi nosso primeiro contato com o mundo Maia. Aqui contamos todos os detalhes de como visitá-lo e aproveitá-lo ao máximo!

Câmbio oficial (jun/2017)
1 dólar = 23,45 lempiras
1 lempira = 0,14 reais

Ruínas de Copán
Ruínas de Copán

História

Com mais de 20 mil habitantes durante seu apogeu, o sítio arqueológico de Copán é um dos mais importantes do mundo maia, e o maior deles do período clássico.

Segundo os estudos feitos, o reino de Copán foi estabelecido no ano de 159, e progrediu até ser, em meados do século V, uma das cidades-estado mais prósperas da civilização maia. Seu declínio teria começado em 738, ano que sofreu uma derrota catastrófica pelo reino de Quirigua. A partir de então, sua população foi diminuindo, até a cidade ser completamente abandonada em meados do século IX.

As ruínas foram descobertas pelo ocidente em 1570, mas foi só no século XIX que as primeiras escavações no local começaram a ser realizadas. Seu estado estava bastante comprometido, devido à série de terremotos e inundações que sofreu. O trabalho de restauração realizado é impressionante.

Copán se destaca por possuir excelentes Estelas, representações esculpidas em pedras contando a história do local. Também se destaca por possuir uma escada de 100 metros toda talhada com hieróglifos. Esta escada é a mais longa inscrição conhecida do mundo maia.

Copán também possui um grande Campo de Bola, onde se praticava um esporte que pode ter inspirado o nosso futebol.

O Campo de Bola, onde se jogava um esporte similar ao nosso futebol, em Copán
O Campo de Bola, onde se jogava um esporte similar ao nosso futebol, em Copán

Como chegar?

As ruínas de Copán estão a uns 10 minutos de caminhada a partir da cidade de Copán Ruínas (mais abaixo damos mais detalhes desta cidade, como onde se hospedar e valores de alimentação). Um ônibus de San Pedro Sula a Copán Ruínas custa 140 lempiras e a viagem demora umas 4 horas.

Cabeça de papagaio em Copán
As riquezas dos detalhes impressionam

Quanto custa?

Visitar Copán Ruínas é caro, pelo menos para estrangeiros. Abaixo alguns valores:

  • Entrada para as ruínas: 15 dólares (ou 345 lempiras);
  • Entrada para os túneis subterrâneos: 15 dólares;
  • Museu de Esculturas: 7 dólares;
  • Museu de Arqueologia: 3 dólares.

Outros gastos opcionais são:

  • Contratação de guia: 400 lempiras (por grupo);
  • Passeio a cavalos pelas montanhas: 15 dólares por pessoa.

Não existe desconto caso queira fazer todos. Nós só visitamos as ruínas mesmo.

Se quiser mais informações sobre as entradas, acesse o site oficial do Instituto Hondurenho de Antropologia e História.

Caminhando pelas ruínas de Copán
Caminhando pelas ruínas de Copán

Conhecendo as ruínas de Copán

O mapa de Copán é o seguinte:

Mapa de Copán

Levamos cerca de 3 horas para fazer todo o passeio pelas ruínas principais, e mais meia hora para conhecer a região das sepulturas (incluída na entrada). Aqui estão alguns pontos de interesse:

  • Cemitério

Apesar do nome, esta é uma área residencial de Copán. Os pesquisadores a batizaram assim porque encontraram restos humanos enterrados na região. Aparentemente era um costume desta civilização enterrar os parentes no quintal de casa.

Ruínas de Copán, Honduras
O “cemitério”, um bairro residencial de Copán
  • Campo do Jogo de Bola

Campo utilizado para a prática de um esporte comum entre os maias, que pode ter sido a base do nosso futebol atual. Neste jogo, os participantes podiam usar apenas os quadris, glúteos e joelhos para dominar a bola.

Um fato interessante que nos contaram é que, diferente do que pensávamos, não era o perdedor que era sacrificado, mas sim o vencedor. Isso porque era uma honra para cada guerreiro ser sacrificado em nome dos deuses.

Campo de Bola, em Copán
O Campo de Bola
  • Escadaria de hieróglifos

É uma escadaria de cerca de 100 metros coberta de hieróglifos talhados em seus degraus. Esta escadaria foi o fator determinante para que Copán pudesse ser inscrita como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Hieróglifos de Copán
Uma Estela e a escada de hieróglifos ao fundo
  • Estelas

As Estelas são pedras esculpidas. Geralmente possuem uma figura representando um dos líderes do reino de Copán e inscrições contando a história de um determinado período da cidade.

Foi com a ajuda das Estelas que os pesquisadores conseguiram reconstruir o passado desta civilização.

Estela em Copán
Uma das Estelas de Copán
  • Túneis

São escavações feitas por pesquisadores para estudar os hieróglifos talhados nas pedras que estavam sob o solo de algumas estruturas de Copán. Achamos o valor absurdamente caro (15 dólares), e por isso não visitamos.

Dizem que se der uma gorjeta para o guarda que cuida da entrada ele deixa você entrar, mas nós preferimos não fazer isso.

Ruínas de Copán
Sob estas ruinas estão os túneis de Copán
  • Animais

Em Copán residem alguns animais que conviviam com os maias, como os guacamayos (que chamamos de papagaio araracanga) e alguns veados. Os primeiros são fáceis de ver a qualquer hora, mas os veados costumam aparecer somente no fim da tarde.

Os papagaios de Copán, a ave nacional de Honduras
Os papagaios de Copán, a ave nacional de Honduras
  • As sepulturas

Estão localizadas a pouco mais de 1 quilômetro das ruínas principais, caminhando pela estrada. Assim como acontece no “cemitério”, “as sepulturas” são uma zona residencial, e recebem este nome por conta do ritual maia de enterrar as pessoas no quintal de casa.

Esta zona é onde vivia a classe mais nobre de Copán, o que fez com que muitos pesquisadores dos EUA a apelidassem de “Beverly Hills de Copán”.

As sepulturas de Copán
As sepulturas de Copán

Cidade de Copán Ruínas

Copán Ruínas é uma cidade colonial pequena e agradável, com ruas de pedra e moradores bastante simpáticos. E, apesar de ser um destino turístico, é possível encontrar hospedagens bastante econômicas.

Nós ficamos em um hotel chamado Marbella, a 2 quadras da praça principal. Basta seguir pela rua que vem da estrada que vai encontrá-lo. Aqui pagamos apenas 200 lempiras por um quarto de casal, com TV e banheiro privado. Seu dono é uma pessoa bastante simpática.

Além deste há diversos outros hotéis de diferentes preços e níveis de conforto. Basta caminhar por suas tranquilas ruas e buscar o que mais te agrade.

Copán Ruínas
Cidade colonial de Copán Ruínas

Para comer, há vários restaurantes turísticos, com pratos a partir de 150 lempiras. Se quiser algo mais econômico, há um mercado com menus a partir de 50 lempiras, ou restaurantes simples e locais com pratos na faixa dos 70 lempiras.

Para fazer compras de supermercado, procure o Dispensa Familiar, que é o maior e mais barato da cidade.

Dicas

  • Leve repelente, pois os mosquitos lá são brabos;
  • É proibido entrar nas ruínas com comida ou câmeras profissionais. Apesar disso, ninguém reclamou da nossa Nikon D5200 (é semi-profissional) e dos pães que levávamos em uma sacola;
  • Dizem que o fim da tarde é o melhor período para ver animais. Nós acabamos indo de manhã mesmo porque o clima estava estranho (e, de fato, choveu a tarde toda).
Mucuvinha nas Ruínas de Copán
Mucuvinha nas Ruínas de Copán

É isso pessoal! Espero que tenham gostado de conhecer este destino turístico muito importante em Honduras.

Para mais dicas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Um comentário sobre “Visitando as Ruínas de Copán – a herança Maia em Honduras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *