Tudo sobre Cancún – dicas para curtir e economizar ao máximo!

Por muitos visto como um destino de ostentação, Cancún pode ser muito mais barato do que você pensa. Aqui damos todas as dicas, tanto para quem viaja como mochileiro quanto para aqueles que buscam um pouco de luxo.

Câmbio oficial (agosto/2017)
1 real = 5,60 pesos mexicanos
1 dólar = 17,80 pesos mexicanos

Mucuvinha na praia de Delfín, em Cancún
Mucuvinha na praia de Delfín, em Cancún

Tínhamos um pouco de medo de ir para Cancún: as histórias de que os preços são exorbitantes e de que só é possível curtir suas paradisíacas praias se você se hospedar nos caríssimos resorts nos desanimaram.

Felizmente não desistimos de lá, e conseguimos curtir este destino espetacular gastando pouquíssimo dinheiro.

Se você quiser fazer passeios e curtir as baladas e os melhores restaurantes, espere gastar uma boa grana. Porém, se não se importar em andar de ônibus e se hospedar em lugares simples, pode curtir bastante gastando menos de 100 reais por dia. Nós mesmo conseguimos gastar menos de R$80, em duas pessoas!

Chegando e saindo

O terminal de ônibus de Cancún está bem no centro, e possui saídas para diversos lugares do México.

Para viajar a Playa del Carmen, os ônibus mais econômicos são da Mayab (36 pesos mexicanos, 1 hora de viagem). Também há vans que fazem o trajeto por 40 pesos. Saem do supermercado Mega, ao lado do terminal.

Para ir a Valladolid, a opção mais econômica são os ônibus da Ocidente – 117 pesos, 3 horas de viagem. Estes ônibus seguem até Mérida por 250 pesos. A viagem leva quase 7 horas.

Cancún também tem um aeroporto internacional, por onde a maioria dos turistas chega. O aeroporto está um pouco distante da cidade, e a opção mais barata para ir ao centro é usando os ônibus da ADO – 72 pesos.

Praia de Chak Mool, Cancún
Nós curtindo a praia de Chak Mool

Deslocamento

Deslocar-se em Cancún de forma econômica é fácil: os ônibus e vans internos custam apenas 9,50 pesos (menos de 2 reais). Para ir do centro até a zona hoteleira há ônibus bastante frequentes (passam em intervalos menores do que 5 minutos, 24h por dia), e custam 12 pesos. Alguns tem até wi-fi.

Leia mais sobre como chegar às praias de Cancún aqui.

Hospedagem

Cancún oferece hospedagens para todos os bolsos: desde 10 dólares por casal até centenas de dólares por pessoa.

Para entender melhor, Cancún é dividida em duas zonas: a cidade, que é uma cidade simples; e a zona hoteleira, onde estão os resorts, restaurantes de luxo, baladas, etc. Se você quer economizar, fique no centro. Se quer luxo, fique na zona hoteleira.

Independente onde você escolher, poderá curtir das mesmas praias, já que todas são públicas.

Nosso quarto em Cancún, por apenas 38 reais, pelo Airbnb

Leia nosso post completo, com várias dicas de hospedagem, aqui.

Comer e beber

Há restaurantes muito baratos no centro de Cancún. Na zona hoteleira as opções econômicas são bem escassas – a solução talvez sejam as redes de fast-food, que tem preços parecidos com os exercidos no Brasil.

Na região perto do terminal de ônibus há restaurantes onde um menu sai por 50 pesos (menos de 10 reais). Também há várias comidas de rua muito baratas, onde é possível encher a barriga gastando o equivalente a uns 5 reais.

Segurança

Apesar da má fama, achamos Cancún uma cidade segura, tanto de dia quanto de noite. No centro há que tomar os cuidados básicos que se deve tomar em qualquer cidade grande. Na zona hoteleira a segurança é maior, mas furtos também acontecem.

As praias achamos seguras, mesmo para deixar nossas coisas na areia e entrar no mar (embora um pouco de cautela não faça mal a ninguém).

Polícia de turismo no México

Leis

A polícia no México é rígida, e não faz vista grossa para turistas. Na zona hoteleira e nas praias é permitido beber, mas no centro não. Se te pegam andando com uma garrafa de cerveja aberta pelas ruas é cadeia. Urinar na rua também é motivo para que te levem para trás das grades. Tome cuidado!

Melhor época para visitar

Entre os meses de maio e novembro, as praias do caribe são invadidas por sargazos, algas que cheiram mal e causam alergia na pele. A maioria das praias são limpadas diariamente, mas algumas são impossíveis de se banhar.

A temporada oficial de chuvas (com possibilidades de furacões) começa em junho e termina em novembro. Nós visitamos em agosto e tivemos dias lindos, mas é questão de sorte. Se puder viajar fora desta época, melhor.

Durante as férias (julho, agosto, dezembro, janeiro) e feriados as praias se enchem mais e as hospedagens costumam subir um pouco os preços. Entre os meses de março e abril rola a famosa springbreak nos EUA, e milhares de estadunidenses vão caribe mexicano atrás de festas, baladas e muito álcool (afinal, no México já podem beber com 18 anos; nos EUA, só com 21). Se gosta de agito, é uma boa época.

Na Playa Langosta, Cancún
Sargazos na Playa Langosta

Dinheiro

A melhor moeda para levar a Cancún é o dólar. A maioria absoluta dos hotéis, agências de turismo, lojas de souvenir e até supermercados aceita a moeda americana, e geralmente por uma cotação boa.

No centro há várias casas de câmbio, onde você poderá conseguir alguns pesos para gastos como ônibus, comidas de rua, etc.

Caixas automáticos abundam pela cidade, e alguns permitem inclusive sacar dólares. Dos bancos presentes no Brasil, o único que vimos é o Santander.

Sargazos em Cancún
Playa Delfines

O que fazer em Cancún?

Cancún não oferece tantas opções além de suas belas praias e festas que duram a noite toda. Aqui damos mais detalhes:

Cancún não ganhou sua fama por acaso: suas praias são realmente espetaculares. São quase 20 quilômetros de areia branca e mar azul, todos eles facilmente acessíveis em transporte público.

Entrada da praia de Chak Mool, Cancún
Entrada da praia de Chak Mool

Para conhecer todas as praias de Cancún, leia nosso post completo aqui.

Se você está em Cancún, certamente vai querer tirar aquela foto clássica ao lado do nome da cidade, com a praia azul ao fundo.

Letreiro de Cancún
No letreiro

Aprenda a chegar ao letreiro aqui.

As baladas de Cancún são fantásticas, geralmente mescladas com shows espetaculares. Segundo os mexicanos, as noites da zona hoteleira não devem em nada às de Las Vegas.

Sair de festa não é barato (espere pagar uns 50 dólares de entrada), mas vale a pena.

Espetáculo do Coco Bongo, em Cancún

Nós não pudemos visitar todas as baladas, mas escrevemos um post completo sobre as principais aqui.

Com uma praia ainda mais bonita que as de Cancún, a Isla Mujeres é uma pequena ilha que está a poucos quilômetros de distância.

A opção mais econômica para ir até lá é usando o ferry de carros da Marina Isla Mujeres – 40 pesos o trecho. Sai da Punta Sam.

Se você quiser ir em grande estilo, a melhor opção é pegar um catamarã com bebida liberada. Este passeio inclui também mergulho de snorkel no caminho.

Catamarã Isla Mujeres
Viajando para Isla Mujeres em Catamarã

Leia tudo sobre este catamarã aqui.

Arredores de Cancún

Se você quer conhecer Cancún e toda a região, o ideal seria fazer um circuito circular, dedicando alguns dias para a região de Valladolid e Playa del Carmen.

Circuito Cancún - Valladolid - Playa del Carmen
Circuito Cancún – Valladolid – Playa del Carmen

Agora, se quiser ficar só hospedado em Cancún e fazer bate-volta para estes lugares, também é possível. Vai perder um pouco de tempo com ônibus, mas dá pra ir cedinho e voltar no fim da tarde. Aqui listamos os principais lugares:

Playa del Carmen e Arredores

Na região entre Playa del Carmen e Tulum estão alguns dos parques mais bonitos da Riviera Maia, além de algumas ruínas e diversos cenotes. Além disso, Playa del Carmen em si já merece a visita.

Praia de Playa del Carmen
Praia de Playa del Carmen

Leia nosso post completo sobre Playa del Carmen aqui.

Esta linda ilha, muito maior que Isla Mujeres mas igualmente bonita, é um dos melhores lugares para a prática de mergulho e snorkel no México. Está pertinho de Playa del Carmen, mas também há lanchas que fazem o percurso desde Cancún.

Centro de Cozumel
Cozumel

Leia tudo sobre Cozumel aqui.

Este lugar, de beleza natural incomparável, conta muito do passado maia. Não é à toa que a National Geographic sempre está por aqui fazendo seus documentários.

É um passeio bem ao estilo aventura, mas também pode ser apreciado por crianças, já que todos os guias são muito bem treinados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia o post completo sobre o Rio Secreto aqui.

Este parque contém vários cenotes, um mais lindo que o outro. Os principais, que levam o nome do parque, são o paraíso para quem curte snorkel e mergulho em cavernas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nós visitamos três destes cenotes, e contamos tudo aqui.

Quer nadar com tartarugas? Aqui é possível, e sem gastar nada: elas estão na praia mesmo, e é bem fácil chegar perto delas com snorkel. De quebra, pode aproveitar para conhecer um pequeno cenote e nadar em um rio de água cristalina.

Tartaruga em Akumal, México
Tartaruga em Akumal

Leia tudo sobre Akumal aqui.

As ruínas de Tulum não são as maiores nem as mais bem conservadas do mundo maia, mas têm algo de único: estão de frente para o mar do caribe, com as melhores vistas que alguém pode ter. Se visitar as ruínas, ainda terá direito a usufruir de uma praia exclusiva.

Ruínas de Tulum
Ruínas de Tulum

Leia tudo sobre as ruínas de Tulum aqui.

Valladolid e arredores

Valladolid é uma pequena e pacata cidade colonial. Por já estar afastada da rota turística, tudo por aqui é mais barato, incluindo passeios, hospedagem e comida.

Se você quer ver um cenote, há um bem no centro da cidade, e a entrada custa menos de 6 reais.

Ruas históricas de Valladolid
Ruas históricas de Valladolid

Leia nosso post completo sobre Valladolid aqui.

Se estiver viajando pelo caribe mexicano, Chichén Itzá é uma parada obrigatória. Afinal, não é todo dia que se vê uma das 7 Maravilhas do Mundo.

Há diversas excursões para lá, mas você pode ir facilmente de transporte público, economizando assim uma grana e evitando os horários das multidões.

Pirâmide principal de Chichén Itzá
Pirâmide principal de Chichén Itzá

Leia nosso post completo sobre Chichén Itzá aqui.

Essas impressionantes lagoas de água rosada ainda são um destino bem pouco conhecido pelo turismo estrangeiro, o que as torna ainda mais especiais.

Para chegar até lá, o ideal é alugar um carro e sair bem cedo.

Contamos tudo sobre Las Coloradas aqui.

Las Coloradas

É isso pessoal! Algum lugar imperdível que esquecemos de mencionar?

Para mais dicas bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

15 comentários sobre “Tudo sobre Cancún – dicas para curtir e economizar ao máximo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *