Top 10 – Destinos fora da rota no Sudeste Asiático

Quer escapar daquelas dicas batidas do sudeste asiático e conhecer alguns lugares que poucos turistas vão? Aqui listamos os nossos favoritos!

1. Plantações de arroz de Batad (Filipinas)

Você verá muitas plantações de arroz no Sudeste Asiático, mas as de Batad são, de longe, as mais bonitas e interessantes.

Batad é uma pequena vila (pequena mesmo, que não deve chegar a 200 habitantes), sem ruas, carros ou motos, onde ainda se cultiva arroz como há dois mil anos atrás, em terraças construídas ao longo de montanhas. Além da beleza da paisagem, a experiência de se hospedar em uma vila dessas é muito enriquecedora. E, apesar de o lugar ser um Patrimônio da UNESCO, ainda é bem pouco visitado.

Arrozais de Batad
Arrozais de Batad

Leia mais sobre Batad aqui.

2. Hpa An (Myanmar)

O Mianmar é o nosso país favorito do Sudeste Asiático. Por ser tão pouco visitado por estrangeiros, sua cultura e suas tradições se encontram bastante preservadas.

Um dos lugares no país que mais nos chamou a atenção foi a pequena Hpa An, porta de entrada para aqueles que vêm por terra desde a Tailândia. Aqui você poderá alugar uma moto e se aventurar pela área rural e ver templos que estão escondidos entre as montanhas ou dentro de cavernas. Prepare-se para receber muitos olhares curiosos e ser convidado para tirar fotos com todo mundo!

Kyauk Ka Lat
Templos em Hpa An

Leia mais sobre Hpa An aqui.

3. Trilha para o Inle Lake (Myanmar)

Apesar de já estar recebendo uma quantidade considerável de turistas, o Lago Inle ainda mantém sua autenticidade. E, se você tiver disposição para caminhar bastante e aguentar perrengues, poderá fazer a trilha de 3 dias desde Kalaw até o lago. Nesta trilha você passará por vilas que parecem esquecidas no tempo, onde o idioma, a religião e os costumes são diferentes do restante do país. Dificilmente você conseguirá conversar com alguém em inglês por aqui, mas a linguagem universal do sorriso funciona perfeitamente.

Trilha Kalaw - Inle Lake
Camponeses que conhecemos durante a trilha do Inle Lake

Um resumo dos perrengues que passamos nesta trilha pode ser lido aqui.

4. Phonsavan (Laos)

O Laos inteiro é repleto de história e cultura. Mas um lugar pouco visitado aqui e que nos surpreendeu muito foi a região de Phonsavan: esta parte do país, localizada próximo à fronteira com o Vietnã, foi duramente bombardeada durante a guerra. Estima-se que caiu lá uma bomba a cada 8 minutos, durante 9 anos. Por todo o lado você vê grandes crateras marcando os campos.

Hoje em dia as bombas fazem parte do dia a dia das pessoas: você vê mísseis sustentando as casas, mísseis enfeitando restaurantes, mísseis sendo usados como barcos, etc. E, além de conhecer mais sobre este passado triste, você ainda terá contato com a cultura exuberante das etnias locais.

Phonsavan - Laos
Restaurante em Phonsavan – todo decorado com mísseis americanos

Saiba mais sobre Phonsavan aqui.

5. Campos de extermínio de Phnom Penh (Camboja)

Muita gente vai ao Camboja e se limita a visitar o Angkor Wat. É uma pena, pois o país tem uma história muito interessante (e assustadora) que precisa ser conhecida. Um dos maiores extermínios da humanidade aconteceu aqui, durante o “Khmer Vermelho”, no qual se estima que pelo menos ¼ da população do país foi dizimada.

As marcas deste triste episódio da história podem ser vistas nos antigos campos de concentração e presídios de Phnom Penh.

Se quiser saber mais sobre e barbárie, aqui está um vídeo que fizemos nestes lugares:

6. Lop Buri (Tailândia)

Foi difícil escolher um representante na Tailândia, já que praticamente tudo naquele país é mundialmente conhecido. Mas a pequena cidade de Lop Buri é um caso à parte: ainda são poucos os estrangeiros que passam por lá.

E o que ela tem de tão especial? Além de um povo simpático e de suas ruínas antigas, a cidade é dominada por diversas gangues de macacos! Não é raro vê-los escalando os prédios, andando pelos fios de luz e assaltando motoristas desavisados no sinal fechado.

Leia nosso post sobre Lop Buri aqui.

Macaco em Lop Buri
Macaco tomando água na calha de um prédio em Lop buri

7. Parque Nacional Bako (Malásia)

A ilha do Bornéu é o destino ideal para aqueles que buscam aventura na selva. Plantas carnívoras, anacondas, orangotangos e macacos narigudos são alguns exemplares desta paisagem exuberante (que, infelizmente, a cada ano se torna menor por conta das plantações de palmeiras).

Há diversos lugares onde você pode se aventurar pelo Bornéu selvagem. Um lugar que nós gostamos muito foi o parque de Bako, perto de Kuching, na Malásia. Lá você pode passar a noite em um pequeno chalé, longe de tudo, e sem gastar montanhas de dinheiro para isso. Só não se esqueça de fechar a janela, senão pode ter seu quarto invadido por uma gangue de macacos arruaceiros!

Macaco proboscis, no Parque Nacional Bako
Macaco narigudo – símbolo do Parque Nacional Bako

O nosso relato sobre este passeio pode ser lido aqui.

8. Brunei

Já ouviu falar deste país? Nós, até pouco tempo atrás, não.

Localizado na Ilha do Bornéu, Brunei é um país diferente de tudo o que você já viu. Suas belas mesquitas e seus baobás parecem que foram tirados de algum conto das Mil e Uma Noites. Seu sultão é o chefe de Estado mais rico do mundo, e se você visitar o país no dia do aniversário dele ainda poderá visitá-lo em seu palácio (que é o maior palácio do mundo). Há também um museu enorme dedicado unicamente a guardar os presentes que este sultão já recebeu ao longo da vida. São quilos e mais quilos de ouro…

Eko Koridor, Brunei
Brunei – o cenário parece das Mil e Uma Noites.

Leia aqui o nosso post completo sobre este país.

9. Sa Pa (Vietnã)

Foi difícil encontrar um candidato do Vietnã para esta lista, já que, assim como a Tailândia, o Vietnã também é extremamente turístico. Mas a vila de Sa Pa, a umas 7h de ônibus de Hanói, nos pareceu uma boa candidata.

Ainda que Sa Pa pareça viver exclusivamente de turismo, a maioria dos turistas aqui são locais. E em Sa Pa você pode visitar plantações de arroz, conhecer vilas minúsculas de etnias distintas e, se vier no inverno, ainda poderá ter a sorte de ver neve!

Sa Pa

10. Dragões de Komodo (Indonésia)

Talvez o passeio para conhecer os famosos “dragões de Komodo” não seja realmente “fora da rota”, já que este tour é oferecido por praticamente todas as agências da badalada ilha de Bali. Mas o fato é que, apesar de ser conhecido, pouca gente faz este tour, por achar seus preços exorbitantes. Nós mesmos quase desistimos da ideia quando vimos que teríamos que desembolsar algo em torno de 200 dólares cada um pela brincadeira.

Mas então decidimos ir por conta própria, pegando ônibus e ferrys, saltando de ilha em ilha, e conseguimos chegar pertinho destes animais incríveis gastando bem menos.

Se você visitar a Indonésia e tiver tempo, não deixe de dar um pulo por lá!

Leia todas as dicas deste passeio aqui.

É isso, pessoal! Mais algum destino incrível que faltou constar nesta lista? Deixem as dicas aí embaixo para nós e para os outros leitores do blog 🙂

E não deixe de nos acompanhar em nossas redes sociais:

2 comentários sobre “Top 10 – Destinos fora da rota no Sudeste Asiático

    1. Hahah valeu Day! Tá anotado aqui.
      Estamos conseguindo acessar a internet liberada com vpn, mas parece que volta e meia o governo chinês derruba todo mundo. Pelo menos nosso site não é considerado inapropriado 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *