Tartarugas em Playa Azul (México) – como vê-las e como fazer voluntariado

Gostaria de ver o nascimento de centenas de tartarugas nas praias do México, e talvez até ajudá-las a sobreviver? Aqui ensinamos como fazer!

Câmbio oficial (nov/2017)
1 real = 5,87 pesos mexicanos
1 dólar = 19,10 pesos mexicanos

Tartarugas em Playa Azul, México
Mucuvinha com as tartarugas na Playa Azul

Quando formos escrever sobre as 10 maiores experiências da nossa viagem, esta com certeza estará na lista. As tartarugas são alguns dos animais mais incríveis que já vimos nos oceanos, e poder ajudá-las a seguir em frente foi um grande privilégio.

Durante o ano todo, milhares de mamães tartarugas invadem as praias do México para depositar seus ovos na areia. E a vida das futuras tartaruguinhas já está em risco muito antes de elas nascerem: como se não bastassem os cachorros que comem os ovos, ainda há várias pessoas que os buscam para vender a turistas que não estão cientes (ou não se importam) com o perigo de extinção destes animais.

Felizmente, há pessoas interessadas em ajudar. Elas percorrem as praias bem tarde da noite e bem cedo pela manhã atrás destes ovos. Quando os encontram, escavam e os enterram em um lugar seguro, até que as tartaruguinhas nasçam e sejam levadas ao mar. Portanto, quando for a Fernando de Noronha ou a Galápagos e nadar com uma enorme tartaruga, agradeça ao trabalho incansável destes voluntários, que muitas vezes não recebem nenhum incentivo do governo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onde acontece?

As tartarugas chegam em diversas praias do México. Nós fomos na Playa Azul, perto da cidade de Lázaro Cárdenas, no estado de Michoacán. Este lugar é bem pouco conhecido, o que faz com que a experiência seja menos turística e mais autêntica.

Para chegar a Playa Blanca, há que ir para Lázaro Cárdenas. Os ônibus que fazem o trajeto entre as duas cidades passam no centro de Lázaro e custam 20,50 pesos (menos de 4 reais). A viagem dura uns 40 minutos.

Para Lázaro Cárdenas há ônibus desde Acapulco (260 pesos – 50 reais, 7 horas), Uruapan (340 pesos – 65 reais, 3h30min) e Morelia (510 pesos – 95 reais, 6 horas).

Tartaruga em Playa Azul, México
Tartaruguinha que acabou de nascer

Temporada

Em Playa Azul as tartarugas chegam o ano todo praticamente todos os dias. No período de setembro a novembro é quando chegam mais, já que é época de desova de várias espécies diferentes de tartarugas. No fim de outubro ainda acontece uma festa dedicada às tartarugas.

Hospedagem

Em Playa Azul há alguns hotéis e pousadas onde um quarto para casal sai entre 200 e 300 (38 a 55 reais). Basta chegar lá e caminhar em busca do seu favorito, já que a praia é bem pequena. Outra opção é ficar em Lázaro Cárdenas e fazer um bate-volta.

Se viaja em modo econômico, é possível acampar na praia gratuitamente. Os restaurantes oferecem banheiro e duchas.

Playa Azul, Michoacán, México
Playa Azul, México. A praia é bonita, mas as ondas são muito fortes para se banhar

Como ver as tartarugas?

Você não precisa necessariamente fazer um voluntariado para vê-las. Há dois centro de proteção (chamados de tortugários) em Playa Azul. Basta descer na rua que é continuação da estrada, o mais próximo possível da praia (antes do ônibus fazer a curva) e caminhar pela areia. Seguindo para a direita, caminhará uns 500 metros e encontrará um. Se seguir para a esquerda, há que caminhar pouco mais de 1 quilômetro até chegar a um rio. Qualquer dúvida, é só perguntar para qualquer morador que todos sabem onde é.

Seguindo a recomendação dos moradores locais, fomos no da direita. É um terreno pequeno, na areia mesmo, fechado por uma cerca. Lá dentro é possível ver os tanques e o local onde os ovos estão enterrados.

Se quiser ver as tartarugas serem soltas no mar, os horários que fazem isso é às 9h e às 17h. Custa apenas 10 pesos (menos de 2 reais) para participar, embora de nós nem cobraram. Também é possível percorrer a praia pela noite com os voluntários atrás de ovos por 20 pesos. Os recorridos são feitos às 21 horas.

Geralmente são soltas em torno de 100 tartaruguinhas, que é a quantidade que sai do ninho de uma tartaruga mãe. Destas 100, estima-se que apenas 1 sobreviverá até a fase adulta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fazendo voluntariado com as tartarugas

Se você quiser ajudar no projeto, não é apenas possível, mas muito bem-vindo. Nós ficamos uns poucos dias por lá; gostaríamos de ter ficado mais, mas nosso visto já estava perto de expirar.

Este não é daqueles voluntariados com fins comerciais, onde você precisa pagar absurdos para participar. Na verdade não é preciso pagar nada, só ter vontade de ajudar. Também não há este negócio de comida e hospedagem em troca (embora você possa acampar ou dormir na rede dentro do terreno deles sem problemas). Pense que a compensação é saber que, graças à sua ajuda, os mares ainda serão habitados por estes espetaculares animais.

O trabalho é maior pela manhã e pela noite, quando você sai em busca dos ovos enterrados das tartarugas. Para encontrá-los, basta seguir o rastro que estes enormes animais deixam na areia (se der sorte, pode encontrar com uma mãe depositando os ovos naquele momento). Uma vez desenterrados, basta guardá-los em uma sacola (é preciso levar parte da areia também, já que a mãe deposita um líquido que ajuda os ovos a chocarem) e levá-los até o terreno seguro da ONG, onde deverá enterrá-los de novo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se der sorte, pode ver as tartarugas nascendo (nós não demos). Elas geralmente nascem pela noite, cerca de 2 meses depois de serem enterradas. Estas tartarugas são guardadas em um tanque para serem levadas ao mar quando a maré estiver propícia.

Se quiser participar do projeto, seja como voluntário ou como turista, este é o contato de Carlos, o rapaz que nos recebeu por lá:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100015885346937

Carlos também cuida de 7 cachorros, e você pode ajudar levando-os para passear, banhando-os, etc.

Playa Azul, México
Nós e Carlos, o voluntário responsável por cuidar das tartarugas

Curiosidades

  • Os voluntários conseguem definir o sexo das tartarugas que irão nascer de acordo com a profundidade que enterram os ovos;

  • Há uma lenda que diz que as mães tartarugas choram quando depositam seus ovos por dó de deixar seus filhos sozinhos. Realmente escorre lágrima de seus olhos, mas é para compensar o ressecamento por estarem fora da água;

  • Se chutar a areia da praia pela noite, é bem provável que veja pequenos pontos brilhantes voando. Isso é por conta de algas que brilham no escuro.

É isso, pessoal! Curtiram a experiência com as tartarugas?

Para mais dicas bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *