Qufu – visitando a cidade onde Confúcio nasceu e viveu

Confúcio é considerado por muitos como o maior filósofo e pensador oriental que já existiu. Aqui contamos um pouco de sua história e mostramos como é visitar a cidade onde ele viveu!

Câmbio oficial (maio/2019)
1 real = 1,72 yuan
1 dólar = 6,90 yuan
1 euro = 7,72 yuan

Confúcio em Qufu
Estátua de Confúcio logo na entrada de Qufu

Confúcio (conhecido na China como K’ung-fu-tzŭ, que significa “Mestre Kong”) foi um grande pensador chinês que viveu entre os anos de 551 a.C. a 479 a.C. Seus ensinamentos são tão importantes que moldaram grande parte da cultura oriental, principalmente na China, Japão e nas Coreias.

Apesar de muitos hoje em dia considerarem o confucionismo uma religião e muitos templos terem sido erguidos em seu nome, Confúcio não pode ser comparado a Jesus Cristo, Maomé ou Buda, já que seus ensinamentos nunca apelaram para um lado espiritual. Confúcio era um ser humano como outro qualquer e, apesar de ter suas crenças religiosas, ele sempre defendeu que o homem deve agir com bondade e honestidade para se sentir bem consigo mesmo e pelo bem da sociedade, e não esperando recompensas em outras vidas ou planos superiores.

Confúcio, mesmo em sua época, era considerado um conservador, e ele sonhava com a volta dos bons tempos antigos da China. Ainda assim, alguns de seus ensinamentos são considerados revolucionários. Ele defendia, por exemplo, que a educação estivesse ao alcance de todos, fossem ricos ou pobres. Outras ideias suas podem ser consideradas tabus atualmente, como o fato de defender que a mulher obedeça fielmente ao marido. Ele também era a favor da hierarquia: segundo ele, os cidadãos devem confiar e obedecer ao seu líder, e em troca esse líder os protegerá. Esta ideia, ainda que em algumas situações possa dar bons resultados, depende muito da honestidade do líder, e infelizmente já foi usada para justificar algumas ditaduras ao longo dos anos. Mas lembre-se que suas ideias foram moldadas pela sociedade onde ele vivia, e estamos falando de séculos antes de Cristo.

Confúcio nasceu pobre e teve uma carreira política um tanto fracassada. Foi como pensador e professor que ele se destacou. Depois de sua morte, muitas das dinastias seguintes que governaram a China adotaram seus ensinamentos como verdades absolutas. Outros países também fizeram o mesmo, e muito do que conhecemos hoje da honra e da ética oriental se devem a este filósofo que viveu há mais de 2500 anos.

Confúcio nasceu e viveu grande parte de sua vida em Qufu, cidade hoje visitada por uma enorme quantidade de turistas que confiam e admiram suas palavras. A seguir falamos um pouco mais deste lugar tão importante na China.

Chegando e saindo

O modo mais comum de ir para Qufu é de trem. Há dois terminais ferroviários na cidade: um para trens lentos e outro para trens rápidos (chamado de “Qufu East Station”).. Ambos estão afastados da zona turística, mas há ônibus municipais que fazem a rota dos terminais até o centro histórico por apenas 1 yuan (da East Station, pegue o K01; da estação de trem lentos, pegue o 3 ou o 5). Se preferir um táxi, a corrida deve ficar na faixa dos 25 yuan (os táxis usam taxímetro).

De Qufu há trens para vários destinos da China. Uma opção mais flexível é fazer uma escala em Jinan, uma cidade próxima que tem uma estação ferroviária mais movimentada. De Jinan há trens para Qufu o tempo todo.

Como referência, um trem-bala de Qufu para Pequim custa a partir de 244 yuan e a viagem dura pouco mais que 2h.

  • Se quiser saber mais sobre como viajar de trens na China, leia nosso post completo aqui.

Não há aeroporto em Qufu, mas você pode pegar um voo para Jinan. Do aeroporto de Jinan há transfer para Qufu em ônibus por 30 yuan.

Qufu - a cidade de Confúcio
Muros que protegem o centro histórico de Qufu

Hospedagem

O ideal é se hospedar na zona turística, dentro dos muros da cidade. Dali é possível ir a pé aos principais destinos de Qufu (apenas o cemitério fica um tanto afastado: cerca de 3 quilômetros).

Nós encontramos apenas um hotel econômico nesta área, e achamos o serviço muito bom. O quarto de casal custava 12 dólares, e tinha TV, ar-condicionado e banheiro privado. O café da manhã era opcional e custava mais 15 yuan. Este hotel era o Qufu Garden. Se quiser reservá-lo ou consultar outros na cidade, pode fazer por aqui.

O que fazer?

O centro histórico de Qufu é bonito, cercado por uma grande muralha. Se é a sua primeira vez em uma cidade histórica da China, você ficará impressionado. Se você já visitou lugares como Lijiang, Shangi-La ou Fenghuang, talvez Qufu não chame muito a atenção.

Mas a grande atração aqui são os lugares referentes ao Confúcio, declarados como Patrimônios da Humanidade pela UNESCO. Você pode comprar um ingresso combo para todos eles por 140 yuan ou pagar a entrada deles a parte, caso não queira visitar todos. São eles:

  • Templo de Confúcio (entrada: 90 yuan)

Este é o principal destino turístico na cidade, pois foi a residência onde viveu Confúcio. Dois anos depois de sua morte, o lugar foi transformado em templo. Durante as dinastias Ming (1368-1644) e Qing (1644-1911), o local sofreu grandes transformações e foi ampliado em várias vezes. O objetivo era deixá-lo parecido com o Palácio Real (atualmente conhecido como Cidade Proibida) de Pequim.

Templo de Confúcio em Qufu
Templo de Confúcio
  • Mansão King (entrada: 60 yuan)

Esta mansão, localizada bem atrás do templo, foi erguida pelos descendentes de Confúcio. As fontes sobre quando ela foi erguida são contraditórias: em alguns lugares lemos que seu primeiro filho viveu aqui. A Wikipedia diz que a mansão só foi construída em 1377. Talvez o filho de Confúcio tenha realmente vivido neste terreno, mas em uma casa que já não existe mais.

Seja como for, a mansão é impressionante, e dá uma boa ideia de como as pessoas viviam na China há séculos atrás. Infelizmente são poucos cômodos que se pode visitar, e não há muitos letreiros explicativos. Mesmo assim, vale a visita.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Cemitério do Confúcio e família (entrada: 40 yuan)

Este é o cemitério onde Confúcio e muitos de seus descendentes estão enterrados. E não é pouca coisa: calcula-se que há mais de 10 mil tumbas por aqui.

O cemitério está afastado das outras duas atrações. Há ônibus elétricos que fazem o trajeto por 15 yuan por pessoa, embora seja mais barato ir de táxi.

Túmulo de Confúcio. Créditos: Rolf Müller (User:Rolfmueller) [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)]

O valor das entradas de cada uma dessas atrações fica 10 yuan mais barato entre os meses de novembro e fevereiro. O preço do combo não muda.

É isso, pessoal! Esperamos que tenham curtido conhecer mais sobre a cidade deste pensador tão ilustre.

Aqui está um vídeo que fizemos por lá:

Para mais dicas bacanas, acompanhe nossas redes sociais:

Dicas para a sua viagem:
  • Não perca tempo! Garanta a reserva do seu hotel pelos melhores preços no Booking.com
  • Prefere alugar uma casa? Então pegue aqui seu desconto de R$130 para a primeira hospedagem no AirBnb
  • Quer ganhar um extra com suas fotos de viagem? Aprenda a vendê-las por aqui.
  • Viaje sem sair de casa com os nossos livros!

Um comentário sobre “Qufu – visitando a cidade onde Confúcio nasceu e viveu

  1. Gostei muito desse artigo. Sempre gostei de ler sobre Confúcio e seu pensamento. Queria muito estar aí com vocês, visitando essa cidade que parece incrível, com seu muro e suas mansões. Beijos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *