Cartagena das Índias – preços, dicas, o que fazer, como economizar, etc

Cartagena das Índias é um dos destinos turísticos mais populares da Colômbia, e isso não é por acaso: sua bela cidade colonial, suas imensas fortificações e a belíssima Playa Blanca a tornam um destino perfeito para qualquer tipo de viajante!

Câmbio oficial (fev/2017)
1 real = 918 pesos colombianos
1 dólar = 3,12 reais

Ruas de Cartagena, Colômbia
Belíssimas ruas de Cartagena

Um pouco sobre Cartagena

Cartagena das Índias, mais conhecida somente por “Cartagena”, é uma cidade grande, pelo menos para os padrões colombianos: com quase 1 milhão de habitantes, é a quinta maior do país.

Foi fundada por Pedro de Heredia em 1533, embora tribos indígenas já habitavam a região desde 4000 a.C. Nos tempos coloniais, foi uma das cidades mais importantes da coroa espanhola na América: era por aqui que saía praticamente todo o ouro e outras riquezas que eram exploradas pelos espanhóis. Também era o único local na América do Sul autorizado pela Espanha para o comércio de escravos (este triste passado é referenciado em várias músicas de salsa colombianas).

Devido à sua importância e à grande quantidade de riquezas que abrigava, Cartagena era vítima de constantes ataques de piratas ingleses, holandeses e franceses. Para se proteger, enormes muralhas e um grande complexo militar foi erguido na cidade. Hoje, grande parte destas construções ainda se encontra de pé, e por isso Cartagena recebeu o título de Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Nos tempos atuais, Cartagena é, sem dúvidas, uma das cidades coloniais mais belas da América do Sul, e um dos destinos mais encantadores da Colômbia.

Muralhas de Cartagena
Muralhas que protegiam a cidade de Cartagena

Chegando e saindo

A maioria das pessoas que visitam Cartagena chegam de avião. O aeroporto está a pouco mais de 5km do centro da cidade, e uma corrida de táxi deve ficar na faixa dos 13 mil pesos. Para que os turistas não sejam enganados, o governo colocou no aeroporto um guichê que calcula o valor da corrida de antemão.

O terminal rodoviário está um pouco mais distante, e também possui uma placa indicando os valores dos táxis (para o centro fica 16 mil). Também é possível ir em ônibus por apenas 2 mil pesos (mesmo com mochilas dá pra dar um jeito).

Onde se hospedar em Cartagena

O melhor lugar para se hospedar em Cartagena é no centro histórico, dentro da cidade murada. Nesta zona estão os principais bares, restaurantes e as casas coloniais mais belas de Cartagena. Também é uma zona muito segura a qualquer hora do dia ou da noite

Nós ficamos em um hostel excelente e muito bem localizado, chamado República Hostel Cartagena (http://republicahostels.com), com piscina, bar e até luz e tomada individuais nos quartos compartilhados. O mais legal é que as camas não eram beliches, mas sim cubículos feitos de concreto. Assim você pode ficar lendo ou usando o celular até tarde sem atrapalhar ninguém!

O hostel é bem novo, e por isso tem um ótimo custo x benefício. A cama no quarto compartilhado fica na faixa de 55 mil pesos. Nos domingos tem festa na piscina (aberta para não hóspedes também).

Se quiser reservá-lo, pode fazer por aqui.

Se busca opções mais econômicas, uma alternativa é ficar no bairro vizinho, o Getsemaní. Ali não é tão seguro pela noite (embora tenha bastante movimento de estrangeiros) e as opções de hospedagem costumam ser mais simples. Também é possível encontrar restaurantes e mercados mais econômicos. Em menos de 10 minutos de caminhada se vai  do Getsemaní ao centro histórico.

Bairro de Getsemaní, Cartagena
Rua de Getsemaní

Se está viajando em economia de guerra e busca algo extremamente econômico, é possível encontrar hospedagens clandestinas de até 15 mil por pessoa neste bairro. Procure pelas carreras 10c, 10 e 9. Geralmente possuem um pedaço de papel escrito “hostal” na frente, ou alguém te abordará e te indicará. Estes lugares não costumam oferecer cofre para os hóspedes, por isso só são recomendados em caso de economia extrema mesmo. Se estiver de férias, pague um pouco mais para ficar tranquilo.

Outra opção é se hospedar na praia de Bocagrande. Esta parte é moderna, luxuosa, mas a praia em si deixa muito a desejar. Indicado para quem quer visitar cassinos e restaurantes chiques. Se busca algo mais autêntico, fique na região do centro mesmo.

O mapa a seguir mostra onde ficam estes locais:

Mapa de hospedagens em Cartagena
Locais para se hospedar em Cartagena

 

Dinheiro

Há diversas casas de câmbio pelo centro da cidade. Elas aceitam reais, mas pagam uma merreca (quando estivemos por aqui estavam pagando 650 por real, quando a cotação oficial é 918). Convém muito mais trazer dólares (estavam trocando por 2900).

Sempre troque nas casas de câmbio. Na rua há pessoas oferecendo para trocar por taxas muito melhores. Ainda que pareça tentador, ignore-os. São golpistas tentando te enganar (explicamos melhor no tópico “golpes”).

Centro histórico de Cartagena
A colorida Cartagena

Segurança

O centro histórico de Cartagena é extremamente seguro, com grande policiamento as 24h por dia. A região de Getsemaní também é bastante segura, embora exija um pouco mais de cuidado pela noite. As outras zonas requerem os cuidados básicos de qualquer cidade grande.

Golpes

Cartagena é bastante segura e seu povo é bastante hospitaleiro, mas infelizmente há vários golpistas tentando se aproveitar dos turistas.

Alguns golpes comuns são:

  • Cambistas de rua: oferecem uma cotação muito melhor do que as das casas de câmbio para trocar dinheiro, mas acabam dando um jeito de enganar. Ou te devolvem dinheiro falso, ou possuem uma calculadora que calcula errado, ou acabam aproveitando de uma distração sua para te dar dinheiro a menos. Jamais troque com eles.
  • Massagens: relaxar nas praias de Cartagena é uma atividade praticamente impossível. Você fica sentado na areia e em menos de 5 minutos já encosta uma mulher passando creme e fazendo massagem em você. Se isso acontecer, levante, recuse, seja até mal-educado se for preciso. Se deixar que te façam massagem, pode esperar que vão cobrar um valor absurdo pelo serviço (escutamos de casos que cobraram 100 dólares por uma massagem de 5 minutos). Se quiser fazer a massagem (pode ser até agradável) combine o preço antes para não ter surpresas.
  • Comida grátis: Tentaram nos pegar com um destes. Enquanto caminhávamos pela praia, um tiozão chegou, começou com o papo de que ama o Brasil, que Pelé é melhor que Maradona e essa coisa toda. Aí me ofereceu uma pata de caranguejo para provar. “Grátis”, ele disse. Mal terminei de comer e ele já enfiava outra na minha boca. E assim foi mais duas vezes, até que disse que não queria mais. Aí ele quis cobrar: disse que a primeira era grátis, e que eu precisava pagar somente pelas outras três. O valor? 5 mil por pata (era uma pata minúscula que não tinha nada de carne). Simplesmente saí andando sem pagar. Ele não veio atrás.
  • Mulheres com trajes típicos: não consideramos isso um golpe, mas é bom informar – você verá várias mulheres com roupas parecidas com aquelas típicas das baianas vendendo comida e bebidas na rua. Elas cobram para sair nas fotos. Se quiser tirar uma foto delas, prepare-se para deixar uma gorjeta.
Playa Blanca, perto de Cartagena
Turistas ganhando massagem na Playa Blanca. Tomara que tenham combinado o preço antes!

Outros golpes são variações destes acima. Se por acaso se sentir extorquido, procure a polícia. Ela está ali para te ajudar. Os mesmos cuidados devem ser tomados em Playa Blanca ou outras ilhas da região.

Onde comer e beber em Cartagena

Em comparação com o restante da Colômbia, Cartagena é uma cidade cara. Ainda assim, é possível comer e beber sem gastar muita grana.

Dentro da cidade murada se encontram restaurantes que servem menus a partir de 8 mil. Outro lugar onde é possível comer bem e de maneira econômica é em Getsemaní: pela Carrera 10, entre as Calles 30 e 32, há diversos restaurantes com menus entre 8 e 10 mil que são muito saborosos. Nesta mesma rua há mercados que vendem cerveja de 750ml por 3 mil.

Nos restaurantes mais turísticos e sofisticados espere pagar entre 15 e 50 mil em um prato. Uma cerveja longneck nos bares turísticos fica na faixa de 3 a 5 mil.

Almoço típico de Cartagena
Um peixe frito como este, à beira da praia, fica na faixa de uns 25 mil.

Clima

Cartagena é calor o ano todo, e a média da temperatura é de 27 graus.

De dezembro a abril é considerado temporada de seca, onde as chuvas são bem raras. De maio a novembro as nuvens já aparecem, sendo outubro o mês com mais chuvas.

Ainda assim, o turismo é forte o ano todo, e mesmo na chuva se pode curtir a cidade.

Música

Cartagena é famosa por seus cantores de salsa. De fato, se Cali é a capital mundial da salsa, Cartagena é a Meca.

Dentre os bares que você pode curtir uma boa música, destacam-se o Donde Fidel (próximo à torre do relógio), o Salsa Quiebracanto (Getsemaní; embaixo dele há um mais barato e mais autêntico) e o Café Havana (Getsemaní).

Um importante cantor da cidade foi Joe Arroyo, e uma das suas músicas mais famosas é esta:

Vale a pena alugar um carro?

Muita gente nos perguntou isso, e a resposta é: não!

As ruas do centro histórico são muito estreitas, e várias delas nem passa carro. Fora do centro, o trânsito é uma loucura. Encontrar uma vaga para estacionar também é algo muito complicado por aqui.

Quer se locomover com comodidade? Pegue um táxi. São baratos e muito mais cômodos.

Belas ruas de Cartagena
Ruas estreitas e difíceis de estacionar!

O que fazer em Cartagena?

Cartagena é uma cidade fácil de ser percorrida a pé, já que seus principais atrativos estão no centro. Aqui estão algumas dicas de lugares para conhecer:

  • Centro histórico e muralhas

Caminhar pelas ruas coloniais de Cartagena é uma experiência única. Quase todas as casas estão em um estado impecável, bem pintadas e cheias de flores. A muralha que circula a cidade está praticamente intacta, e é possível caminhar por quase toda a sua extensão. Em alguns lugares verá os antigos canhões que protegiam a cidade.

Em Cartagena o sol se põe no mar do caribe, e observar o belíssimo pôr-do-sol de cima da muralha é algo imperdível.

Se quiser passear de uma maneira diferente, pegue uma charrete. Levam até 4 pessoas e custam em torno de 65 mil para um recorrido de meia hora.

"Negritas" de Cartagena
Mulheres com seus trajes típicos: se quiser fotografá-las, ou faça escondido ou dê uma gorjeta.
  • Castelo de San Felipe de Barajas

Apesar do nome, não se trata de um castelo, mas sim de uma fortificação. Esta imponente edificação começou a ser erguida em 1536, e só foi completamente finalizada em 1657. É a maior obra militar espanhola na América.

A entrada para o castelo custa 27 mil pesos. Se não quiser pagar, pode admirá-lo de fora mesmo que vale a pena.

O passeio é praticamente todo pela área externa, por isso procure ir em um horário em que o sol não esteja tão forte. Leve chapéu e protetor solar.

Castelo de San Felipe
O imponente Castelo de San Felipe
  • Monumento a los Zapatos Viejos

Localizado na parte de trás do Castelo de San Felipe, esta obra de Tito Lombana é uma homenagem ao poeta de Cartagena Luis Carlos López.

O mais legal não é a escultura em si, mas sim o conjunto formado por ela e pelo castelo como plano de fundo.

Monumento aos "sapatos velhos" em Cartagena
Monumento a los Zapatos Viejos
  • Estátua da Índia Catalina

Esta é uma homenagem à índia Catalina, que teve um papel importante no processo de colonização da região.

Catalina foi raptada em 1509, quando tinha apenas 14 anos, pelo conquistador espanhol Diego de Nicuesa, no povoado conhecido como Zamba. Voltaria às suas terras somente em 1533, depois de já ter aprendido o idioma espanhol, no papel de intérprete. Com isso, teve um importante papel na pacificação de numerosas tribos indígenas.

Estátua da Índia Catalina em Cartagena
Homenagem à Índia Catalina
  • Las Bóvedas

Localizadas quase no fim das muralhas, esta bela edificação colonial hoje vende várias roupas e artesanatos de Cartagena. Vale a pena fazer uma visita – tanto para compras quanto para algumas fotos.

  • Chiva Rumbera

Para quem quer festa, este pode ser um passeio bem bacana: as chivas rumberas são ônibus antigos, coloridos, com aquela cara típica caribenha. Durante o dia oferecem city tours normais, mas pela noite saem fazendo festa e terminam em uma balada. O preço do passeio fica em torno de 60 mil, e inclui umas 4 ou 5 bebidas no caminho (não vimos nenhuma que fosse open bar). O preço também inclui a entrada na balada. Para ir embora é preciso pegar um táxi.

Chiva rumbera na noite de Cartagena
A chiva rumbera
  • Praia de Bocagrande e Castillo Grande

As principais praias de Cartagena, onde estão os maiores cassinos, restaurantes e hotéis de luxo. Apesar de todo o glamour, estas praias em si são bem decepcionantes: o mar é feio, tudo é caro e o assédio dos vendedores ambulantes e das massagistas chega a ser irritante.

Dá pra chegar lá a partir do centro com um ônibus de linha, com táxi ou com uma caminhada de uns 30 minutos.

Castillo Grande, Cartagena
Praia de Castillo Grande – mais parece Miami que Cartagena

Ainda não é o que se espera do caribe, mas sem dúvidas é uma opção muito melhor que Bocagrande. Se quiser curtir uma tarde na praia, pode pensar em dar um pulo por aqui. Os barcos saem de trás do Hospital Bocagrande, e a travessia custa 5 mil pesos.

Outra opção é contratar um tour full-day com algum hotel de lá.

Ilha Tierra Bomba, pertinho de Cartagena
Curtindo a praia de Tierra Bomba

Contamos com detalhes como foi nossa experiência nesta ilha aqui.

Sem dúvidas a praia mais bonita da região, e possivelmente a mais bonita da Colômbia depois das de San Andrés. Playa Blanca oferece tudo o que você espera do Caribe de verdade: água azul turquesa e areia branca. Sem dúvidas é um passeio imperdível para quem está em Cartagena.

Apesar de ser um destino paradisíaco, mesmo os mochileiros em economia de guerra podem visitá-la sem problemas.

Playa Blanca
Belíssima praia de Playa Blanca

Se quiser ir com a comodidade de um tour, leia nosso resumo aqui.

Se quiser ir da forma mais econômica (e até acampar gratuitamente por lá), leia nossas dicas aqui.

Já imaginou subir até a cratera de um vulcão e saltar em seu interior? Pois no El Totumo isso é possível!

Este destino ainda é pouco conhecido pelos turistas, mas todos os que vão se encantam. O interior do vulcão é composto por lama (com poderes medicinais, segundo dizem), com uma profundidade que supera os mil metros. Ainda assim, a lama é tão densa que você não consegue afundar.

Banho de lama no vulcão El Totumo
Flutuando na lama do vulcão El Totumo

Leia tudo sobre este tour divertidíssimo aqui.

Se estiver viajando pela costa colombiana, outros lugares que merecem a visita são a cidade de Santa Marta, com sua importante história e suas belas praias, e a praia hippie de Palomino, onde você poderá acampar e curtir as coisas simples da vida.

Leia nossos posts sobre estes lugares aqui:

Mucuvinha em Cartagena
Mucuvinha na Torre do Relógio em Cartagena

É isso pessoal! Espero que com essas dicas possam aproveitar ao máximo este destino incrível!

Para mais dicas de lugares e acompanhar a nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

29 comentários sobre “Cartagena das Índias – preços, dicas, o que fazer, como economizar, etc

    1. Fala Marcelo!
      Dá pra ir numa boa na balada, as do centro tem bastante estrangeiro que não sabe mexer nada, o povo já está acostumado 🙂
      Se não, fica sentado tomando uma cerveja e vendo o pessoal dançar que já vale a pena. Os colombianos dançam muito bem!
      Sobre LGBT, a Colômbia é um país bastante evoluído com este tema, e temos certeza que não terá problemas por aqui!
      Abraço!

  1. Renan, parabéns meu caro! Sempre muito detalhado os relatos.
    Tenho 2 férias programadas para este ano, uma em Outubro e uma em Dezembro, em qual destes 2 meses você me recomendaria visitar a cidade?
    Um grande abraço e sucesso na jornada de vocês.

    1. Fala Celso! Obrigado!
      Qualquer um destes meses está bom. Se conseguir passagens e hospedagem pelo mesmo preço, tente vir em dezembro, pois a cidade já vai estar mais animada para o ano novo. Se conseguir passar a virada por aqui, melhor ainda!
      Abraço e boa viagem!

    1. Olá Juliana!
      É bem aceito sim, praticamente todos os lugares aceitam. Quando estivemos também tinha várias casas de câmbio que pagavam uma conversão justa em reais 🙂

        1. Fala Andre! Obrigado!
          Cartagena tem bastante oferta sim. Se você busca algo econômico, pode chegar na hora e buscar por Getsemaní sem problemas. Se quiser algo mais confortável ou dentro da cidade murada, aí talvez seja melhor chegar com uma reserva.
          Se estiver indo nos meses de pico (dezembro/janeiro ou julho) talvez seja bom reservar com antecedência também.

          Abs,

  2. Adorei as dicas e informações. Cartagena é o meu próximo destino de férias para 2018. E estou pesquisando sobre a região antes de ir. Obrigado!

    1. Olá Fernanda!

      Pode ir tranquila para Cartagena que temos certeza que vai adorar! 🙂
      Quando ao idioma, dá pra se virar muito bem sim sem falar espanhol. Muitos brasileiros vão para lá, por isso eles já estão acostumados. Alguns guias e agências inclusive falam português! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *