Cruzando a fronteira Nicarágua – Honduras por Las Manos

Mais uma vez aquele friozinho na barriga por cruzar uma fronteira. Desta vez seria para entrar em Honduras, um país onde muitos reclamam de terem sido extorquidos pelos oficiais de imigração. Mas a viagem tem que continuar, e aí fomos nós!

Referência (maio/2017)
1 dólar = 3,13 reais
1 córdoba = 0,105 reais (dinheiro da Nicarágua)
1 lempira = 0,133 reais (dinheiro de Honduras)

Aqui partimos para Honduras, nosso 12° país!

Neste relato, descrevemos como foi nosso recorrido desde Somoto (Nicarágua) até Tegucigalpa (a capital de Honduras). O lado da Nicarágua fizemos todo em ônibus, mas em Honduras um amigo nosso veio nos buscar na fronteira. Ainda assim, é fácil fazer esse percurso em transporte público (explicamos abaixo).

Os trechos a se fazer são:

Somoto está pertinho de um outra fronteira, mas não quisemos cruzar por lá porque a estrada do lado de Honduras está em reforma, e por isso levaríamos umas 6 horas para percorrer pouco mais de 100 quilômetros. Por isso, seguimos para Ocotal, para cruzar a fronteira de Las Manos.

De Somoto a Ocotal o ônibus custa 16 córdobas, e a viagem dura cerca de 40 minutos. Sai de 45 em 45 minutos. Este ônibus foi lotado.

  • Ocotal -> Fronteira

Chegando ao terminal de Ocotal, já encontramos um ônibus anunciando que ia para “Las Manos”. Entramos e esperamos uns 20 minutos até ele sair. Saiu com apenas metade dos assentos ocupados.

A passagem custou 15 córdobas, e a viagem durou meia-hora.

Cruzando a fronteira Nicarágua - Honduras
O ônibus que nos levou até a fronteira
  • Cruzando a fronteira

Do ponto onde o ônibus nos deixou, tivemos que caminhar uns 100 metros até a oficina de imigração da Nicarágua. Pagamos uma taxa municipal de 1 dólar e uma taxa de saída de 2 dólares cada um.

Ali havia cambistas, com os quais trocamos nossos últimos córdobas por lempiras a uma cotação de 0,78 (desta vez já havíamos feito os cálculos antes, para não sermos roubados igual fomos na fronteira com a Costa Rica).

Carimbada a saída da Nicarágua, caminhamos mais uns 100 metros até a oficina de imigração de Honduras. Cruzar a fronteira foi bem tranquilo – nenhuma revista nem nada.

Na imigração de Honduras nos pediram uma cópia do passaporte e do certificado de vacinação da febre amarela (na mesma página). Do lado da imigração havia uma copiadora, que fez as xerox por 4 lempiras cada um.

Voltamos à imigração e entregamos os passaportes e as cópias. Ali tivemos que pagar 3 dólares (ou 100 lempiras) de entrada em Honduras. 100 lempiras valem mais que 3 dólares, mas os oficiais de imigração disseram que não teriam troco em dólares. Assim pagamos em lempiras mesmo.

Cruzando a fronteira Nicarágua - Honduras
Cruzando a fronteira para Honduras

Simples assim, entramos em Honduras!

  • Fronteira -> Paraíso

Do outro lado da fronteira, um amigo nos esperava de carro, e seguimos junto com ele até Tegucigalpa. Mas vamos explicar como fazer para ir em transporte público.

Primeiramente você precisa pegar um ônibus até Paraíso (12km). Saem a cada 40 minutos e custam o equivalente a 1 dólar.

  • Paraíso -> Danlí

O próximo passo é seguir até Danlí. Este trecho tem 20km e a passagem custa pouco mais que 1 dólar. Os ônibus saem a cada 20 minutos.

Danlí é uma cidade colonial agradável, com vários hotéis e restaurantes econômicos. Se quiser, é um bom lugar para passar a noite.

Se não, há ônibus frequentes para a capital. A passagem custa pouco mais que 3 dólares.

Igreja de Danlí
Igreja de Danlí

Exigências para entrar em Honduras

O que nos pediram foi:

  • vacina da febre amarela;
  • cópia do certificado da vacina e do passaporte.

As únicas coisas que os oficiais de imigração (de ambos os países) nos perguntaram foi sobre futebol quando descobriram que éramos brasileiros. Ainda assim, é bom ter um endereço de algum hotel, caso perguntem.

Tempo de Permanência

O tempo de permanência que nos deram para ficar em Honduras foi de 68 dias. Isso porque temos direito a ficar apenas 90 dias nos C-4 (Nicarágua, Honduras, El Salvador e Guatemala). Como já havíamos permanecido na Nicarágua por 22 dias, teríamos apenas 68 dias para percorrer Honduras (e os próximos países também).

Custos da imigração

Os gastos para fazer a imigração (por pessoa) foram:

  • 1 dólar de taxa municipal na Nicarágua;
  • 2 dólares para sair da Nicarágua;
  • 3 dólares ou 100 lempiras para entrar em Honduras.

Bom ter o dinheiro trocado, senão podem dar a desculpa que estão sem troco.

Cruzando a fronteira Nicarágua - Honduras
Estrada para Tegucigalpa

É isso pessoal! Não deixem de acompanhar nossos próximos passos por Honduras, curtindo nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Salvar

Salvar

Um comentário sobre “Cruzando a fronteira Nicarágua – Honduras por Las Manos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *