Cruzando a fronteira Peru – Equador por La Balsa: uma rota tranquila, pouco conhecida e belíssima!

Recentemente deixamos o Peru para trás e chegamos ao Equador. Escolhemos um caminho pouco convencional – cruzar a fronteira por La Balsa, um caminho pela selva. Aqui contamos como foi!

Referência (julho/2016)
1 real = 1 sol peruano
1 dólar = 3,30 reais

Enquanto ainda estávamos no Peru, recebemos vários alertas para tomar cuidado na fronteira com o Equador. A relação entre os dois países é meio conturbada, e não faz muito tempo que tiveram sua última guerra por território.

Há três passos fronteiriços entre os dois países: um por Águas Verdes (que chegou a ganhar o título de “pior passo fronteiriço da América do Sul”), um por La Tina e outro, bem menos conhecido, por La Balsa. Escolhemos este último. Não sabemos dizer a real situação dos outros dois, mas La Balsa podemos recomendar a todos os viajantes – esta foi uma das imigrações mais tranquilas da nossa viagem até agora!

Cruzando do Peru para o Equador por La Balsa
Cruzando do Peru para o Equador por La Balsa

Como cruzar por La Balsa

Atravessar a fronteira por La Balsa é uma pequena aventura. Porém, nesta você não precisa se preocupar com roubos, assaltos ou coisa do tipo: sua única preocupação aqui é apreciar as belas paisagens de selva que o acompanharão por todo o trajeto!

Vamos descrever como foi nossa travessia desde Tarapoto (Peru) até Vilcabamba (Equador).

Nossos recorridos foram estes:

  • Tarapoto – Jaén: 11 horas, 40 soles em ônibus
  • Jaén – San Ignácio: 2h30min, 12 soles em van
  • San Ignácio – La Balza: 2h em táxi coletivo, 15 soles por pessoa
  • La Balza (Peru) – La Balza (Equador): atravessa a pé
  • La Balza – Zumba: 1h30min em caminhão, 2,25 dólares por pessoa
  • Zumba – Vilcabamba: 4h, 6 dólares em ônibus
Passo fronteiriço Peru-Equador por La Balsa
Passo fronteiriço Peru-Equador por La Balsa

Jaén é uma cidade fácil de chegar. Seguimos num ônibus noturno a partir de Tarapoto e chegamos lá às 3h da madrugada. Também há ônibus diários para lá desde Chiclayo.

De Jaén o ideal é sair cedo, lá pelas 6h da manhã, para conseguir pegar o caminhão para Zumba meio-dia.

Em Jaén pegue um moto-táxi até o terminal de onde saem os carros para San Ignácio (uma moto do centro não deve custar mais que 3 soles). Neste terminal há a opção de pegar uma van (12 soles, sai quando enche) ou um táxi (20 soles por pessoa, sai quando enche). Nós esperamos cerca de 40 minutos e fomos de van mesmo. A van partiu às 6h40min.

Terminal de vans para San Ignácio em Jaén
Terminal de vans para San Ignácio em Jaén

Chegando em San Ignácio, pegue uma moto (3 soles) até o terminal de onde saem os carros para La Balsa. Se estiver tarde, você pode passar uma noite em San Ignácio.

De San Ignácio para La Balsa o trajeto é feito somente com táxis coletivos, naquele mesmo esquema: sai quando enche. Esperamos uns 30 min até encher.

Chegamos a La Balsa pouco depois das 10h da manhã. O táxi nos deixou na frente da imigração. Ali há alguns restaurantes e mercadinhos, onde gastamos nossos últimos soles.

A imigração peruana é uma casinha pequena, com somente um funcionário atendendo (não precisa de mais, já que quase ninguém passa por ali). Fizemos a saída do Peru e cruzamos caminhando uma pequena ponte para o Equador. Ali é preciso procurar a imigração equatoriana (fica do lado direito) e fazer a entrada no país. Este trâmite também foi bem tranquilo.

A partir daqui a estrada deixa de ser asfaltada e vira estrada de terra. Ao lado da ponte você já deve ver o caminhão (com assentos na carroceria, estilo safari) que segue para Zumba. Pegamos um lugar no fundo (se puder, sente na frente que chacoalha menos!) e o caminhão saiu pontualmente ao meio-dia. Seguimos por uma estrada belíssima pela selva.

 

No caminho fomos parados pela polícia, que revisou nossos documentos e revistou algumas bagagens, mas tudo tranquilo.

Chegamos em Zumba e já havia um ônibus saindo para Loja e que passaria em Vilcabamba (cidade onde queríamos descer). Quiseram nos cobrar 8 dólares, mas batemos o pé (sabíamos que o valor correto era 6,50) e acabaram nos levando por 6 (se chorar mais consegue por 5).

A partir daí o trajeto voltou a ser asfaltado, e a estrada seguia com vistas impressionantes.

 

Caminhão equatoriano que leva desde a fronteira La Balsa até Zumba
Caminhão equatoriano que leva desde a fronteira La Balsa até Zumba

Chegamos a Vilcabamba às 17h30min, enquanto ainda era dia. A partir dali era fácil seguir para qualquer lugar do Equador!

Já falamos dos preços, agora vamos contar os horários:

  • Jaén – San Ignácio: as vans e táxis começam a sair a partir das 5h da manhã, e saem quando enchem. Esperamos cerca de 40 minutos para encher.
  • San Ignácio – La Balsa: táxis saem quando enchem. Esperamos meia-hora.
  • La Balsa – Zumba: o caminhão sai às 12h e às 17h. Recomendamos pegar o das 12h para chegar ao destino de dia.
  • Zumba – Loja (ou Vilcabamba): saem ônibus a todo momento.
Estrada de La Balsa a Zumba
Estrada de La Balsa a Zumba

É isso pessoal! Esperamos que este post aclare as dúvidas de quem quer cruzar a fronteira entre estes países. Se tiverem dúvidas, só perguntar! 🙂

Para mais dicas de viagens e acompanhar nossa volta ao mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *