Cruzando a fronteira Equador – Colômbia por Rumichaca

Provavelmente a fronteira mais utilizada por mochileiros que viajam entre estes dois países, o passo de Rumichaca é o mais recomendado e bastante seguro. Aqui contamos como foi nossa travessia!

Câmbio oficial (set/2016)
1 dólar = 3,30 reais
1 real = 893 pesos colombianos
1 dólar = 2890 pesos colombianos

Esta fronteira liga a cidade de Tulcán (Equador) com a cidade de Ipiales (Colômbia), e funciona 24 horas. Apesar de ser bastante segura, recomendamos cruzá-la de dia por conta da possível escassez de transporte público no período noturno.

Tanto Ipiales quanto Tulcán possuem uma boa oferta de alojamentos, caso precise passar uma noite em alguma destas cidades. Ipiales nos pareceu um pouco mais barato.

Em Ipiales, não deixe de visitar o Santuário de Las Lajas, uma igreja que, possivelmente, seja a mais bonita do continente.

Se ficar em Tulcán, vale a pena visitar o cemitério municipal, com bonitas árvores podadas em formas distintas.

Cemitério de Tulcán
Cemitério de Tulcán, no lado equatoriano

Cruzando a fronteira

Os dois países são separados por um bonito rio. Uma ponte liga a imigração equatoriana com a colombiana, por onde é possível atravessar caminhando.

A distância entre Tulcán e a fronteira é de 6 km. Da fronteira até Ipiales são mais 3km.

A travessia pode ser feita da seguinte forma:

Tulcán – imigração equatoriana: há táxis que levam do terminal de Tulcán até a fronteira por 3 dólares. Mesmo que esteja viajando sozinho, não será difícil conseguir outras pessoas para dividirem o táxi com você (quase todo mundo que desce em Tulcán está se dirigindo à Colômbia para fazer compras).
Outra opção é pegar um ônibus que parte do Parque Ayora (70 centavos de dólar).

Imigração equatoriana – colombiana: Atravessa a pé – 5 minutos caminhando.

Imigração colombiana – Ipiales: Há vans que fazem o translado da fronteira até o centro de Ipiales ou até o terminal. Saem quando enche, e custam 1700 colombianos (até o centro) ou 2000 colombianos (até o terminal).
Se não quiser esperar, há táxis por 8 mil.

A partir de Ipiales há ônibus frequentes para Cali, Bogotá, Popayán ou Pasto.

De Tulcán é fácil pegar ônibus para Ibarra, Otavalo ou Quito.

Cruzando a fronteira Equador - Colômbia
Cruzando a fronteira Equador – Colômbia

Imigração – saindo do Equador

Tanto a entrada quanto a saída do Equador são feitas nos mesmos guichês. Quando chegamos, havia uma fila de umas 8 pessoas, e três guichês atendendo. Demoramos cerca de 15 minutos até chegar a nossa vez. Fomos atendidos por uma moça bastante simpática. Ela disse que, como estávamos viajando com a identidade e havíamos entrado por uma fronteira que não tem sistema online (a de La Balsa, com o Peru), precisaríamos sair e tirar 3 cópias dos nossos documentos e cartões de imigração.

Do lado da imigração havia um mercado onde tiravam as xerox mais caras do mundo: 25 centavos de dólar por folha. Fazer o quê…

Voltamos para a moça que nos atendeu (não precisamos pegar a fila novamente). Ela precisou ligar não sei para onde para conseguir nossa liberação. Demorou cerca de 30 minutos, mas saímos com tudo em ordem.

Dali seguimos camihando até a imigração colombiana.

Imigração – entrando na Colômbia

A imigração colombiana já era mais lenta: havia apenas 1 guichê atendendo, e uma fila um pouco maior. Demoramos uns 20 minutos, e fomos atendidos um de cada vez. Preenchemos uma pequena ficha com os nossos dados (aqui não precisa preencher declaração de bens nem nada). O oficial nos perguntou para onde iríamos, e dissemos que subiríamos até Cartagena. Sem mais perguntas, nos deram visto de 90 dias.

A partir dali pegamos a van até o cento de Ipiales, onde passamos a noite.

Apesar do contratempo por conta das xerox, essa foi uma das fronteiras mais fáceis de cruzar até hoje. Vimos que alguns carros eram revistados nos dois sentidos, principalmente os que iam para o Equador (é que eletrônicos costumam custar menos da metade na Colômbia), mas quem passa a pé, com as mochilas, não costuma ter problemas.

Santuário de Las Lajas pela noite
Santuário de Las Lajas pela noite – Colômbia

É isso pessoal! Esperamos ter ajudado quem pensa em viajar entre estes dois belíssimos países.

Para mais dicas e acompanhar nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

2 comentários sobre “Cruzando a fronteira Equador – Colômbia por Rumichaca

    1. Acho que são raros os brasileiros por lá. Quando entregamos as identidades eles nos perguntaram se aquele documento valia. Dissemos que sim e nos deixaram passar numa boa 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *