Conhecendo os bares e baladas de Cancún

Vai para Cancún e quer curtir a noite ao máximo? Aqui listamos as melhores baladas para você aproveitar!

Câmbio oficial (agosto/2017)
1 real = 5,60 pesos mexicanos
1 dólar = 17,80 pesos mexicanos

As noites de Cancún são inesquecíveis. As baladas não são baladas comuns, mas sim grandes espetáculos, com shows de dança, música, mágica, malabarismo e muito mais, deixando (segundo eles afirmam) Las Vegas no chinelo.

Quer conhecer mais? Aqui listamos os principais “antros” (é assim que chamam as baladas no México) da cidade!

(Não visitamos todos, mas deixamos um resumo dos principais comentários deixados no TripAdvisor e nas páginas destes lugares).

Coco Bongo

Há quem diga que não conhece Cancún quem não visita o Coco Bongo. Esta é provavelmente a casa de show mais famosa do caribe mexicano, e uma das preferidas pelos estrangeiros.

Os espetáculos envolvem shows de malabarismo, dança e covers de artistas famosos, com uma boa interação com a plateia. Você vai se sentir como se estivesse dentro do picadeiro de um circo glamuroso.

É bom evitar ir nos fins de semana e feriados, pois a casa enche muito. Oferecem open-bar de bebidas nacionais, mas muita gente reclama que os drinks são péssimos e a cerveja é quente.

Se quiser curtir uma noite destas, há que pagar a bagatela de pelo menos 60 dólares de entrada.

Espetáculo do Coco Bongo, em Cancún

Palazzo

Com um impressionante show de luzes e uma boa qualidade sonora, esta balada é considerada a melhor de Cancún por quem curte música eletrônica. Se você quer ouvir ritmos latinos, melhor procurar outro lugar (90% das canções são em inglês).

Existe a opção com open-bar (na faixa de 60 dólares) e sem (na faixa de 35 dólares). Dizem que é preciso dar gorjeta ao garçom para ser bem atendido no open-bar.

É bom evitar ir nos feriados, pois enche muito e o calor é insuportável.

Mandala

Esta é para aqueles que curtem festejar até o corpo não aguentar mais, e depois seguir festejando.

A balada Mandala é no estilo daquelas que se vê em filmes ou na MTV. Não é à toa que é uma das favoritas pelo pessoal dos EUA durante a springbreak. Um bom lugar para quem está solteiro atrás de pegação, mas também pode ser curtido por casais ou por gente que só quer dançar.

A música tocada é uma boa mistura de ritmos latinos e internacionais famosos.

A entrada, com open-bar, fica na faixa de uns 50 dólares. Se estiver em um grupo grande, é possível conseguir uma das entradas grátis.

Noite no Mandala, Cancún

La Vaquita

Uma das opções mais econômicas da zona hoteleira, possui um ambiente aberto e com boa ventilação de ar. Os principais comentários positivos estão por conta do atendimento e da animação do pessoal.

Das reclamações, a principal é que a música tocada é quase 100% hip-hop (embora eventos com outros temas sejam frequentes). Se você não curte o estilo, talvez seja melhor procurar outra balada.

As entradas ficam na faixa de 35 dólares, com open-bar.

Balada La Vaquita, Cancún

Captain Hook

Este jantar temático, a bordo de um navio e com direito a duelos piratas e muita dança, é um ótimo passeio para casais. Também é uma ótima opção para quem viaja com crianças, já que elas podem entrar e não pagam se tiverem menos de 12 anos.

Os jantares saem a partir de 70 dólares, e incluem serviço de open-bar.

Dentre as principais reclamações está o fato de que enche muito. Bom evitar ir durante os fins de semana.

Barco do Captain Hook

Bares fora da zona hoteleira

Todos os lugares descritos acima são na zona hoteleira, feitos quase que exclusivamente para turistas. Se busca algo mais tradicional, frequentado pelo povo de Cancún mesmo, a avenida do agito no centro é a Yaxchilán. Os principais bares e baladas estão na região entre a Uxmal e a Coba.

Não espere lugares cheios, mas sim bares mais tranquilos, com uma pista de dança mais espaçosa e menos disputada.

Os preços por aqui são muito mais convidativos.

Região onde estão os principais bares do centro

Dicas

  • Se conseguir um grupo grande para ir, a possibilidade de ganhar uma entrada grátis ou uma mesa VIP é maior. Vale a pena dar uma choradinha;

  • Para aproveitar melhor o open-bar, é bom dar uma gorjeta ao atendente. As bebidas vão vir mais caprichadas e mais rápido.

É isso pessoal! Curtiram as dicas? Alguma balada que esquecemos, ou algum comentário a se acrescentar?

Comentem aí!

Não deixem de ler nosso post completo sobre Cancún:

Se quiserem saber mais sobre o México, leiam nosso post completo sobre o país aqui:

Para mais dicas bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

3 comentários sobre “Conhecendo os bares e baladas de Cancún

  1. Se eu fosse mais “Xovem” ia querer aproveitar todas! Mas na atual fase da minha vida, duvido…hahahaha

    Que legal!! Mesmo não tendo coragem de ir, adorei relembrar os tempos que as festas noturnas me atraiam…rs

    Bjao

    1. Nós também pulamos essa! 😀
      Olha só, não queria falar nada, mas no dia que fizemos o catamarã open-bar, o pessoal saiu de lá e foi para as baladas, e nós fomos pra casa dormir!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *