Conhecendo Iquitos, o coração da Selva Amazônica peruana!

Isolada do resto do país, Iquitos é a maior cidade do mundo sem acesso por estradas. Ela é, também, o destino ideal para quem quer conhecer a selva amazônica sem gastar muito dinheiro. Aqui contamos com detalhes como foi nossa experiência por lá!

Referência (julho/2016)
1 real = 1 sol peruano
1 dólar = 3,30 soles

Casa de ferro projetada por Eiffel, ao lado da Plaza de Armas de Iquitos
Casa de ferro projetada por Eiffel, ao lado da Plaza de Armas de Iquitos

Com pouco mais de 400 mil habitantes, Iquitos é uma cidade grande, mas muito peculiar: por estar completamente isolada do resto do Peru (para chegar até aqui, só de avião ou barco), quase não se veem carros por suas ruas, mas sim uma infinidade de motos e moto-táxis. Seu clima, sempre calor e que varia do sol forte à tempestade em questão de segundos, não te deixam esquecer que você está pertinho do norte brasileiro.

Iquitos está banhada pelo rio Amazonas, e é um excelente destino para quem quer viver uma experiência verdadeira na selva mais importante do mundo. Esta cidade ainda é pouco conhecida pelos brasileiros, e queremos mudar isso – que tal dar um pulinho aqui em sua viagem para Machu Picchu?

Mucuvinha na Plaza de Armas de Iquitos
Mucuvinha na Plaza de Armas de Iquitos

Como chegar a Iquitos?

Para chegar a Iquitos, somente com barco ou avião.

Há voos diários de/para Lima, e o preço médio é de 120 dólares (ida e volta), embora seja possível encontrar promoções por até 130 soles o trecho.

Uma alternativa para quem tem mais tempo, ou simplesmente quer viver uma experiência inesquecível, é fazer pelo menos um dos trechos de barco pelos rios Amazonas e Maranhão: a aventura até Yurimáguas (onde há estradas para todo o Peru) dura pouco mais de 2 dias, dormindo na rede, e custa 100 soles, com todas as refeições incluídas. Leia mais detalhes sobre esta travessia aqui:

Yurimaguas a Iquitos de barco – Uma odisseia pelos rios da Amazônia

Viajando pelo rio Amazonas até Iquitos
Viajando de barco para Iquitos

Preços

Ao chegar em Iquitos, a impressão é de que a cidade é cara – no centro não há restaurantes econômicos, as hospedagens são um pouco acima da média peruana e até as frutas no supermercado são caras.

Aos poucos, porém, você irá aprendendo a economizar: afastando-se um pouco do centro e indo para a região próxima do Mercado de Belén já será possível encontrar menus de até 5 soles. Neste mesmo mercado as frutas são bem baratas.

Afastando-se um pouco da Plaza de Armas já é possível encontrar hospedagens bem mais baratas e de melhor qualidade.

O gigantesco Rio Amazonas, visto de Iquitos
O gigantesco Rio Amazonas, visto de Iquitos

Hospedagem

Afastando-se um pouco da Plaza de Armas se consegue opções melhores por preços mais em conta.

Nós ficamos no excelente hotel Aziyadé (http://www.h-aziyade.com/), há uns 20 minutos caminhando a partir da Plaza de Armas (5 min em moto), que oferecia um ótimo serviço e custo-benefício (os quartos matrimoniais custam 70 soles com TV e ventilador, e 90 com ar condicionado).

Nosso hotel em Iquitos
Nosso hotel em Iquitos

Se tiver a oportunidade, pegue um com ar, pois o calor é forte. Ducha com água quente não faz falta.

Para quem busca hostels, no centro há opções a partir de 18 soles a cama, sem ar condicionado.

Reserve seu hotel em Iquitos conosco e ajude nosso site a crescer! 🙂


Booking.com

Comida

Iquitos é o paraíso para quem quer experimentar comidas diferentes. Um prato típico é o juanes (arroz com frango cozido na folha de alguma árvore), que é vendido nas ruas a partir de 2 soles.

No Mercado de Belén é possível encontrar todo o tipo de fruta exótica, espetinhos de larvas, etc. Também se encontra carne de tartaruga e de jacaré para vender, mas recomendamos não comprá-las, pois são vendidas ilegalmente e sem nenhuma responsabilidade ambiental.

Se quiser provar comidas mais econômicas, afaste-se do centro. Procure nas ruas próximas ao Mercado Belén que há diversos restaurantes a partir de 5 soles.

Comendo um "gusano" em Iquitos!
Comendo um “gusano”, prato típico da região!

Segurança

Iquitos não nos pareceu uma cidade perigosa, nem mesmo à noite. As recomendações é que se tome cuidado nas regiões próximas ao bairro Belén (onde está o mercado) e evitar andar por aí depois das 16h.

Também escutamos muitos casos de turistas que foram furtados por motoqueiros, que puxam sua bolsa e saem correndo. Procure segurar seus pertences firmemente, inclusive quando estiver em um moto-táxi.

Se estiver indo ou voltando em barco, fique atento aos seus pertences enquanto estiver parado no porto.

Avenida beira-rio em Iquitos
Avenida beira-rio em Iquitos

Dinheiro

Há várias casas de câmbio e cambistas de rua nas proximidades da Plaza de Armas. Na cidade também há caixas eletrônicos. A melhor moeda para trocar aqui é o dólar.

O que fazer?

Há tanta coisa para se ver em Iquitos que pode programar uma semana inteira para a região sem medo.

Aqui está algumas coisas interessantes que recomendamos:

Mercado de Belén

Provavelmente um dos mercados mais loucos que vimos. Não só pelo fato das motos andarem pelo meio dele, mas também pela infinidade de coisas que são vendidas. Como já mencionamos, é possível encontrar tartarugas, jacarés e frutas exóticas facilmente. Dizem que, cedinho pela manhã, é possível encontrar até mesmo macacos à venda.

Carne de tartaruga a venda no Mercado de Belén, em Iquitos
Carne de tartaruga a venda no Mercado de Belén

Quando estiver no mercado não deixe de visitar a Pasaje Paquito (pergunte a qualquer feirante ou policial como chegar lá): neste lugar vende-se tudo da medicina amazônica, desde bebidas afrodisíacas até o cipó para fazer o Santo Daime.

Procure visitar o mercado antes das 16h, pois a zona é um pouco insegura pela noite.

Zoológico de Quistococha

Há uma certa polêmica se o zoológico trata bem ou não dos animais. Enquanto alguns moradores dizem que os animais não são bem cuidados, outros culpam o governo pela falta de incentivo.

Neste zoológico há uma pequena praia de lagoa, vários animais da selva e até um golfinho que faz shows no fim de semana.

Leia mais sobre este zoológico aqui.

Golfinho no zoológico Quistococha, em Iquitos
Golfinho brincando com a sua bola em Quistococha

Isla de los Monos

Descendo alguns quilômetros pelo Rio Amazonas, sentido Brasil, passará por esta bela ilha, onde se empenha um projeto de proteção aos animais, em especial aos macacos.

Conheça mais sobre a Isla de los Monos aqui.

Mucuvinha conhecendo seus parentes distantes em Iquitos
Mucuvinha conhecendo seus parentes distantes na Isla de los Monos

Tomar Ayahuasca (o Santo Daime)

Muitos turistas vêm a Iquitos com o objetivo de experimentar esta polêmica bebida. A discussão sobre se isso é um remédio para a alma ou apenas uma droga alucinógena é grande.

A Michele não encarou, mas eu acabei experimentando para conhecer melhor. Leia mais sobre como foi minha experiência aqui.

A Ayahuasca, ou Sando Daime
Itens usados pelo xamã para o ritual da Ayahuasca

Aventurar-se na selva

O que provavelmente todos os turistas buscam em Iquitos é fazer uma aventura pela selva amazônica.

No começo nos assustamos com os preços (todos os guias de viagens falam em 200 euros por dia), mas logo descobrimos que é possível fazer um tour e ficar em um lodge na natureza sem gastar tanto assim.

O que é de suma importância é ter um guia que conheça bem a floresta – e, por incrível que pareça, percebemos que as melhores agências oferecem os piores guias. O caso é que, para atender os turistas mais “refinados”, as agências contratam guias que falam 10 idiomas e tem curso de etiqueta na França, mas que nunca viveram na selva. Isso às vezes leva a acidentes – alguns fatais.

Nós visitamos dois lodges, com preços econômicos e guias excelentes, e podemos recomendar os dois.

Um deles, o Yarapa, é excelente para casais em lua-de-mel ou para quem está viajando em família. O preço é de 100 dólares por noite (por pessoa), com tudo incluído. As agências que levam lá são a Iquitos 24 Tours (http://www.iquitos24tours.com) e a Red Uakari (http://www.reduakarijungletours.net). Leia nossa experiência com eles aqui:

Aventura na selva por Nauta

Wild Yarapa Amazon Jungle Lodge - na selva de Iquitos
Wild Yarapa Amazon Jungle Lodge – onde passamos uma excelente noite na selva!

O outro é o Selva Aventura (http://www.selvaventuraiquitos.com), possivelmente a única agência voltada para mochileiros. O preço é a partir de 65 dólares por noite (estudantes têm desconto), com tudo incluído, dormindo em quartos compartilhados.

Leia tudo sobre nosso passeio com eles aqui:

Explorando a Amazônia com a Selva Aventura

Árvore gigante, de cerca de 700 anos, na selva amazônica
Explorando a Amazônia com a Selva Aventura

É isso pessoal! Esperamos que tenha gostado deste destino, e que possa aproveitar as próximas férias por lá!

Para mais dicas de lugares legais e acompanhar nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face:

www.facebook.com/mundosemfimoficial