Peguche – a bela cachoeira de Otavalo, Equador

Pertinho de Otavalo está a cachoeira de Peguche, localizada dentro de um bonito bosque. Se estiver passeando por aqui, não deixe de visitá-la!

Cachoeira de Peguche, pertinho de Otavalo
Cachoeira de Peguche, pertinho de Otavalo

Com cerca de 30 metros de altura, esta belíssima cascata está localizada dentro de um importante centro religioso indígena. Ela está pertinho de Otavalo (menos de 4 km) e é bem fácil de chegar. Também permitem acampar lá dentro gratuitamente, o que torna o passeio ainda mais interessante.

As trilhas são bem fáceis de fazer, e por isso pode ser apreciado inclusive por quem está viajando com crianças.

Não deixe de conhecê-la durante sua viagem pelo Equador!

Quanto custa?

A entrada é gratuita, por meio de uma doação voluntária. Acampar em seu interior também é grátis.

No caminho para Peguche, uma vaca!
No caminho, uma vaca!

Como chegar a Peguche?

Chegar em Peguche a partir de Otavalo é bem fácil (e barato). Os ônibus custam 30 centavos, e passam pela avenida La Roca e pela frente do terminal rodoviário. São ônibus de linha mesmo, e na frente costuma vir escrito “Peguche” e “cascada”. Peça para o cobrador te avisar onde descer.

Também é possível ir a pé, em uma caminhada de uns 40 minutos.

Durante o Inti Raimi, as comunidades locais costumam fazer festa e se banhar em suas águas em um ritual de purificação.

Caminho para a cachoeira de Peguche
Caminho para a cachoeira de Peguche

O que tem para fazer?

A partir da parada do ônibus, é uma caminhada de 5 minutos até a entrada do parque. Por ali há várias barraquinhas que vendem artesanatos bem bonitos. Também há um calendário solar, mas não conseguimos entender como funciona (o dia estava nublado).

Depois da entrada, há dois caminhos, e ambos levam à cachoeira. O ideal é ir pelo da esquerda e voltar pelo da direita.

Mapa para a cachoeira de Peguche
Mapa para a cachoeira de Peguche

O caminho desde a entrada até a cachoeira demora cerca de 15 minutos, e é bonito em todo o seu recorrido.

Chegando à cachoeira, é possível ir à sua base e subir a dois miradores: um que a vê pelo meio e outro que a vê de cima.

Além da cachoeira, há outras atrações bem legais ali também:

  • Árvore da Fertilidade: é uma árvore com um formato distindo das outras, aparentemente em decorrência de alguns parasitas que deformaram seu tronco. Segundo a crença andina, uma mulher infértil poderá ter filhos após abraçar esta árvore.

    Árvore da Fertilidade
    Árvore da Fertilidade
  • Ponte Suspensa (puente colgante): é uma ponte de madeira suspensa por cabos de aço, bem no estilo Indiana Jones mesmo. Apesar de balançar bastante quando se caminha, esta ponte é bastante segura e aguenta bastante peso.
    Michele atravessando a ponte suspensa de Peguche
    Michele atravessando a ponte suspensa de Peguche

    Ponte suspensa de Peguche
    Ponte suspensa de Peguche
  • Piscinas: há duas piscinas, sendo uma grande e uma outra que mais parece uma banheira para 1 pessoa do que uma piscina. Segundo a indicação nas placas, elas são de águas termais, mas para nós a água era fria mesmo. Na piscina menor é possível ver bolhas brotando na superfície.

    Uma piscina de Peguche
    Uma piscina de Peguche

Duas horas são suficientes para visitar este lugar de forma bem tranquila.

É isso pessoal! Curtiram a dica?

Para conhecer mais lugares legais e acompanhar nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face!
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *