Conheça Mahahual – o paraíso ainda pouco conhecido no caribe mexicano

Tem vontade de conhecer as belas praias mexicanas, mas o agito de Cancun ou de Playa del Carmen não te atraem? Então venha descobrir Mahahual, um lugar paradisíaco e ainda pouco visitado!

Câmbio oficial (julho/2017)
1 real = 5,65 pesos mexicanos
1 dólar = 17,75 pesos mexicanos

Mahahual, México
Curtindo o paraíso de Mahahual

Mahahual é uma daquelas antigas vilas de pescadores que vão aos poucos se convertendo em um belo destino turístico. Diferente das famosas Cancun e Playa del Carmen, aqui você não encontrará baladas open-bar com música eletrônica no máximo, mas sim restaurantes simples para apreciar uma bela lagosta e praias com água cristalina e vários corais para quem curte snorkel.

Mahahual é ponto de parada de alguns cruzeiros (geralmente de quinta a sábado), o que faz com que suas praias se encham um pouco mais, mas ainda assim é possível respirar a tranquilidade neste lugar.

Mahahual, México
Menino aproveitando o paraíso

Como chegar

Mahahual está a cerca de 350km ao sul de Cancun, entre as cidades de Tulum e Bacalar. A via para lá é toda asfaltada.

Há coletivos frequentes de lá para Bacalar (80 pesos, 1h30min de viagem).

Para Tulum há apenas 3 saídas diárias, e são caros: 278 pesos (pouco mais de 3 horas). Neste caso, o ideal é pegar qualquer um que vai para a estrada principal e de lá acenar para  o primeiro que esteja passando sentido Tulum. Não deverá gastar mais que 160 pesos fazendo estas baldeações.

Nós conseguimos sair de lá de carona facilmente. Demorou uns 15 minutos até que alguém nos levasse de Mahahual até a estrada principal, e mais uns 10 minutos na estrada principal até que alguém nos levasse a Tulum.

Mahahual, México
Com o pessoal que nos deu carona até Mahahual

Passeando por Mahahual

Mahahual é pequena e bem fácil de ser percorrida em apenas 1 dia. Seu malecón (o calçadão à beira-mar) tem cerca de 3 quilômetros de extensão, e percorre toda a cidade. Paralelo a ele, há duas pequenas ruas, e isso é tudo.

A região mais próxima do farol (onde a estrada principal termina) é mais tranquila, ótima para quem busca relaxar. Mais perto do centro há mais bares e restaurantes, e o agito é um pouco maior. Depois do centro as praias voltam a ser tranquilas, mas um pouco mais descuidadas. Pelo menos na época que estivemos aqui (julho), havia tantas algas nesta parte que era praticamente impossível entrar na praia (falamos um pouco mais abaixo).

Mahahual, México
O Malecón

Sargazos

Os chamados sargazos são plantas que invadem o caribe em certas estações do ano (pelo que lemos, em 2017 esta praga esteve presente durante praticamente o ano todo). Nas praias mais desertas, é praticamente impossível entrar por conta disso.

Porém, em toda a região desde o farol até o centro de Mahahual, trabalhadores retiram toneladas e mais toneladas destas plantas desde cedo, todos os dias. Por isso, o turista pouco tem a se preocupar.

Sargazos em Mahahual
Nas praias mais afastadas, os sargazos praticamente impedem a entrada

Hospedagem

Mahahual possui boa oferta de hospedagens, e não é difícil chegar lá e conseguir um hotel na hora, mesmo na alta temporada (embora recomendamos que você tenha alguma reserva para não ter surpresas). O preço dos hostels (em quarto compartilhado) rodava os 200 pesos por pessoa (algo como 40 reais). Um hotel privado para um casal, com ar condicionado e tv, tem preços ao redor de 600 pesos mexicanos (110 reais).

Camping

Se viaja com pouca grana, pode acampar: esta é uma opção muito econômica. Os campings possuem pouca estrutura (não existe locker ou coisa do tipo), mas Mahahual é bastante segura e você não tem muito com o que se preocupar.

Nós ficamos em um camping bem simples, entre o farol e o centro, quase ao lado do hotel Blue Kay, por apenas 50 pesos por pessoa (menos de 10 reais). Tinha wi-fi e um banheiro bem simples (banho de canequinha).

Camping em Mahahual
Nosso camping em Mahahual

No centro há algumas pessoas que permitem acampar em seu terreno por 100 pesos por pessoa. Passando o centro, há diversos campings de frente para a praia, igualmente simples, com preços entre 60 e 150 pesos por pessoa. Estes talvez sejam interessantes fora da temporada dos sargazos, mas quando estivemos lá não valiam a pena.

Comer e beber

No malecón há diversos restaurantes, onde você poderá apreciar um bom fruto do mar na praia. O preço do menu com peixes fica na faixa de 100 a 200 pesos mexicanos (20 a 40 reais). Um prato com lagosta já fica na faixa de uns 250 pesos (dependendo do tamanho pode servir duas pessoas).

Se busca algo econômico, na rua paralela ao malecón encontramos menus a partir de 55 pesos (10 reais).

Mahahual
Um prato econômico, por 60 pesos

Supermercados

Não há supermercados grandes em Mahahual, apenas umas pequenas vendinhas que vendem o básico. Os preços são mais altos aqui que nas outras cidades, mas não chega a ser uma diferença assustadora.

O que der para comprar antes (protetor solar, repelente…), compre. O que não der, pode comprar por lá mesmo.

Artesanatos de Mahahual
Artesanatos de Mahahual

Tartarugas

Dizem que é possível nadar com tartarugas em Mahahual. Nós não tivemos sorte, mas o pessoal que vende os passeios de barco costuma ficar na região do muelle pesquero (um cais que está pouco depois do centro).

Em teoria é fácil nadar até o local onde os barcos turísticos param, mas os sargazos nos impediram.

Mosquitos

Escutamos muitos viajantes reclamando que os mosquitos por lá são impossíveis de aguentar, principalmente no fim da tarde.

Quando fomos, estava batendo uma certa brisa, e por isso eles não incomodaram tanto. Em todo caso, recomendamos levar repelente por via das dúvidas.

Cruzeiro visitando Mahahual
Cruzeiro visitando Mahahual
No letreiro de Mahahual
No letreiro de Mahahual

É isso pessoal! Curtiram a dica deste lugar?

Para conhecer mais destinos bacanas e acompanhar nossa viagem pelo mundo, curta nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

2 comentários sobre “Conheça Mahahual – o paraíso ainda pouco conhecido no caribe mexicano

    1. Olá Thayanne!
      Curaçau não está nos nossos planos, pelo menos não por agora. Talvez depois, quando estivermos terminando a viagem 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *