Laguna Cuicocha – a lagoa localizada dentro de um vulcão ativo no Equador!

Pertinho de Otavalo, nos arredores de Quito, está a belíssima lagoa Cuicocha, com água azul, duas ilhas e localizada dentro de um vulcão ativo! Conheça tudo sobre este lugar sensacional.

Lagoa Cuicocha vista do mirante
Lagoa Cuicocha vista do mirante

Localizada na cratera de um vulcão ativo, esta é uma das lagoas mais bonitas do Equador. Seu diâmetro é de 3 quilômetros, e possui duas ilhas em seu interior. Como plano de fundo, está o imponente vulcão Cotacachi, quase sempre com neve em seu topo.

Acredita-se que o vulcão Cuicocha (onde se localiza a lagoa) era ainda maior que o Cotacachi, mas em uma erupção, a alguns milhares de anos atrás, ele colapsou e ficou com menos da metade de seu tamanho original. A partir daí, a lagoa teria se formado. Uma nova erupção fez com que as ilhas fossem criadas.

A lagoa está localizada dentro do Parque Nacional Cotacachi Cayapas, a cerca de 14km de Otavalo.

Quanto custa?

A entrada ao parque e à lagoa é gratuito. Ele está aberto até às 17h.

Se quiser dar uma volta por dentro da lagoa, o passeio de barco custa $3,50.

Passeio de barco pela lagoa Cuicocha
Passeio de barco pela lagoa Cuicocha

Como chegar a Cuicocha?

Para chegar à lagoa, você deve partir de Otavalo. Desde o terminal, pegue um ônibus para Cotacachi e desça em Quiroga. São uns ônibus verdes, e a passagem custa $0,35.

A partir de Quiroga, pegue um táxi até a lagoa (cobram $5 pelo trajeto; se estiver sozinho, pode esperar aparecer mais pessoas para dividir os gastos). Há ônibus que te deixam a uns 50 metros da entrada do parque, mas passam a cada 2 ou 3 horas.

Para voltar, se não tiver táxi, basta pedir nas lojinhas de artesanato que te chamem um. Outra opção é caminhar até a estrada (que passa ao lado do parque) e esperar um ônibus, táxi ou tentar carona (o primeiro carro para quem acenamos parou e nos levou).

Trilha para o mirante da lagoa Quicocha
Trilha para o mirante da lagoa

O que fazer?

Basicamente, o que tem para fazer aqui é admirar a beleza do lugar por vários ângulos. Há uma trilha que caminha por toda a borda da cratera, dando uma volta completa na lagoa. Este trilha tem 14km e costuma durar de 5 a 6 horas. Se quiser percorrê-la, lembre-se de manter um ritmo tranquilo, pois você está na altitude e pode cansar mais fácil.

Se não quiser caminhar tanto, há uma outra trilha, muito bonita, de apenas 400m, que passa por belos miradores e alguns relógios solares e lunares bem legais. Ambas as trilhas partem do centro de informações ao visitante, que também conta com um pequeno museu explicando um pouco do Equador.

Relógio solar na trilha de Cuicocha. Mostra as horas e a estação do ano. Nos divertimos tentando descobrir como funcionava!
Relógio solar na trilha de Cuicocha. Mostra as horas e a estação do ano. Nos divertimos tentando descobrir como funcionava!
Um mirador representando uma mesa de sacrifício na lagoa Cuicocha
Um mirador representando uma mesa de sacrifício na lagoa Cuicocha

Um pouco mais adiante do centro de informações turísticas está o cais (muelle turístico), onde é possível fazer um tour de barco ao redor das ilhas. Este tour custa $3,50 por pessoa, e inclui um canelazo – bebida típica do Equador. Neste passeio, se tiver sorte, é possível ver as bolhas brotando da água, resultado da atividade vulcânica lá embaixo (quando fomos a atividade estava fraca e não conseguimos ver). Todo o passeio dura cerca de 20 minutos, e vale a pena.

O táxi te deixa onde você quiser. O ideal é pedir para descer no muelle, fazer o passeio de barco e dali subir caminhando até o centro e informações turísticas. A partir daí, só decidir qual das trilhas quer fazer – a de 14km ou a de 400m.

Mucuvinha passeando de barco na lagoa Cuicocha
Mucuvinha passeando de barco na lagoa.

Dicas

  • Mesmo que esteja calor, leve um casaco para fazer o tour de barco. Durante o passeio bate um vento frio.
  • Tente ir cedo: nesta região, é bem comum o céu estar limpo pela manhã e começar a fechar pela tarde. Com o sol a lagoa fica ainda mais bonita.

Cuicocha
É isso pessoal! Curtiram esta lagoa? Não deixem de conhecer também a Quilotoa, outra lagoa localizada em um vulcão ativo!

Leia sobre ela aqui!

Para mais dicas de lugares bacanas e acompanhar nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *