Boleto Turístico de Cusco – como funciona e quanto custa?

Quem chega a Cusco, logo vai se deparar com a necessidade de comprar o Boleto Turístico. As informações não são muito claras de como ele funciona ou para que serve, por isso vamos explicar aqui se você precisa dele ou não!

Referência (maio/2016)
1 real = 0,88 soles (nas casas de câmbio de Cusco)

O que é o boleto turístico

Mucuvinha com o boleto turístico de Cusco
Mucuvinha com o boleto turístico de Cusco

Como não é de se estranhar, em Cusco tudo é pago. Há algum tempo, a entrada em cada museu, igreja ou ruína era pago em separado, mas isso fazia com que as menos interessantes nunca fossem visitadas.

Para resolver isso, o governo criou este boleto turístico: você paga uma cacetada de uma vez só, e ele te dá direito a entrar em um conjunto de museus e ruínas que estão na cidade de Cusco e nos arredores (e, como já é de se esperar, Machu Picchu é pago separado).

Os lugares que o boleto turístico de tá acesso são:

Ruínas ao redor de Cusco

  • Pisac
  • Ollantaytambo
  • Chinchero
  • Moray
  • Tambomachay
  • Pukapukara
  • Quenqo
  • Saqsayhuamán
  • Pikillacta e Tipón
    Ruínas de Saqsayhuamán, em Cusco
    Saqsayhuamán, importante sítio arqueológico próximo a Cusco

    Museus em Cusco:

  • Museu de Arte Popular
  • Centro Qosao de Arte Nativo
  • Museu Municipal de Arte Contemporâneo
  • Monumento Pachacuteq
  • Museu Histórico Regional
  • Museu de Sítio de Qoricancha

Os boletos são nominais, mas o pessoal não costuma pedir a identidade para entrar nestes locais. O controle é feito da seguinte forma: cada vez que você entra em um destes lugares, a pessoa da entrada faz um furo no bilhete, na parte referente àquele lugar.

Teoricamente, você não pode visitar a mesma atração mais de uma vez com o mesmo bilhete, mas o pessoal não costuma causar problemas caso você tente entrar novamente no mesmo lugar. Na segunda visita, porém, vão pedir a sua identidade.

Se for fazer passeios como o City Tour ou o Valle Sagrado, por exemplo, vai precisar necessariamente de ter este bilhete.

Ruínas de Tambomachay, Cusco
Ruínas de Tambomachay

Valor

Agora vem a facada: o bilhete custa 130 soles, e tem uma validade de 10 dias.

Se for passar somente um dia na cidade, é possível comprar o bilhete de 1 dia, que custa 70 soles.

Note que, se for fazer a excursão do Valle Sagrado e o City Tour, por exemplo, vai precisar comprar o bilhete com validade de 10 dias, já que é impossível ver todos estes lugares no mesmo dia.

O boleto turístico pode ser adquirido na prefeitura, em algumas agências de turismo ou na entrada dos principais lugares que podem ser acessados com ele.

 

É isso pessoal!
E para continuar acompanhando nossa viagem de volta ao mundo, curtam nossa página no face!
www.facebook.com/mundosemfimoficial

4 comentários sobre “Boleto Turístico de Cusco – como funciona e quanto custa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *