Como foi meu curso de mergulho em Utila – Honduras

Considerado um dos lugares mais baratos do mundo para tirar a certificação internacional de mergulho, a ilha de Utila atrai muitos turistas com esta finalidade. Aqui conto como foi minha experiência!

Fazer um curso de mergulho não estava nos planos da nossa viagem. Porém, como já era um sonho antigo e os preços estavam atraentes, acabei me convencendo de que seria uma boa ideia. Além disso, a oportunidade de mergulhar no caribe e ver a barreira de corais Meso-Americana, uma das maiores do mundo, não aparece todos os dias.

A Michele também se interessou em fazer o curso, mas acabou desistindo por dois motivos: primeiro que não se sentiu 100% preparada, e depois porque estava com uma inflamação grave no ouvido.

Aprendendo a mergulhar em Utila
Aprendendo a mergulhar em Utila

A certificação

A certificação que eu fiz foi a PADI Open Water. Com esta certificação posso mergulhar com equipamento a até 18 metros de profundidade em mar aberto. Para poder mergulhar em profundidades maiores ou em cavernas/naufrágios é preciso tirar certificações complementares.

A certificação dura por toda a vida.

Onde fazer?

O que mais há em Utila são agências de mergulho. Acabamos fazendo na Paradise, a mais barata que encontramos. Eles também tem uma “onda latina” bem legal, embora a maioria dos alunos sejam europeus ou dos Estados Unidos.

Quanto custa?

A certificação básica custou 258 dólares, incluindo dois mergulhos adicionais de brinde. Este valor também inclui a hospedagem no hotel da agência (como a Michele não fez o curso, ela precisou pagar 5 dólares por dia).

Se quiser pagar em lempiras, a conversão é feita com uma cotação muito parecida com a oficial (1 dólar = 23,50 lempiras). Se tiver euros, é melhor trocar o dinheiro no banco (há um na ilha), já que esta moeda é pouco valorizada pelas agências.

A certificação avançada custa os mesmos 258 dólares. Se quiser fazer o curso Dive Master (para poder ser instrutor), o preço já sobe para 980 dólares. Neste caso, prepare-se para passar pelo menos 1 mês na ilha (o valor já inclui 30 dias de hospedagem).

Paradise, Utila
Hotel da Paradise, de frente para o mar.

O curso

Fiz o curso em 4 dias, e tivemos um dia mais para os dois mergulhos de brinde. Poderia ter feito o curso em 3 dias, mas como não tinha pressa acabei demorando um dia a mais.

O curso pode ser feito em espanhol, inglês ou francês (há outras agências que cobrem outros idiomas).

1° dia

Chegamos à agência pouco depois do meio-dia e nos hospedamos. Aí me perguntaram se eu queria tirar a certificação PADI ou a SSI. Pelo que disseram era basicamente a mesma coisa, mas para a PADI eu teria que ver um vídeo de 6 horas, e para a SSI tinha que fazer uns tutoriais online. Optei por fazer a PADI mesmo.

Passei a tarde assistindo o vídeo, que contava sobre o mergulho e ensinava algumas coisas sobre os equipamentos e a segurança.

Terminado tudo, conheci meu instrutor, que me deu uma apostila e um questionário para responder até o dia seguinte.

2°dia

Encontrei meu instrutor pela manhã e entreguei o questionário respondido. Ele revisou as respostas e explicou os itens que eu havia errado. Depois perguntou se eu estava pronto para fazer a prova teórica, que era sem consulta. Respondi que sim e comecei naquela hora mesmo.

A prova tinha 50 perguntas, a maioria delas bem fácil. Terminei e revisamos juntos. Tirei 9 (não sei se tem nota mínima para passar), e assim estava pronto para começar as aulas práticas.

Em principio iria começar naquela tarde mesmo, mas como o tempo estava feio acabamos adiando para o dia seguinte.

Megulho em Utila
Montando os equipamentos de mergulho pela primeira vez

3° dia

Começamos às 10h da manhã. Éramos só eu e um americano fazendo o curso.

A primeira coisa a fazer foi nadar uns 100 metros e boiar 10 minutos no mar atrás da escola, para que nosso instrutor pudesse ter confiança que não tínhamos problema com a água.

Depois disso fomos aprender sobre os equipamentos. Ele nos ensinou para que servia cada coisa e como era para montar e desmontar o kit de mergulho.

Tudo entendido, fomos para a água com o equipamento. Afundamos uns 3 metros em uma área confinada no mar, e ali fizemos alguns procedimentos básicos, como aprender a flutuar, tirar a água da máscara no fundo do mar, usar o equipamento de emergência para salvar um companheiro e essas coisas.

Mergulho em Utila
Primeira experiência na água

Terminamos tudo antes do meio-dia e fomos almoçar. Voltamos e saímos de barco para ter nosso primeiro mergulho nos corais! Deixaram a Michele vir junto no barco para tirar algumas fotos.

Aqui fizemos dois mergulhos de 40 minutos, a uma profundidade de 12 metros. Uma pena que nossa câmera à prova d’água só aguenta até 5 metros, senão teria conseguido tirar umas fotos bem legais. A sensação de poder respirar lá no fundo é inesquecível.

Terminado o passeio, voltamos para o hotel. Pela noite fizeram um churrasco, com cerveja e rum à vontade. O preço para participar era 200 lempiras (cerca de 30 reais) por pessoa. Nós obviamente participamos!

4° dia

Saímos de barco às 13h30min para realizar nossos dois últimos mergulhos necessários para a certificação. Geralmente são feitos pela manhã, mas por conta do churrasco acabaram deixando para o período da tarde.

Desta vez mergulhamos até 18 metros. Vimos vários corais, lagostas, peixes, uma moreia e até um caminhão (???) afundado. Também fizemos algumas simulações de emergência nestes mergulhos. Cada mergulho durou cerca de 30 minutos.

Terminado isso, eu já estava certificado para mergulhar em qualquer parte do mundo (dentro das condições previstas pela minha certificação). Agora é só esperar a minha carteirinha chegar por correio em casa.

(Como não voltaremos para casa tão cedo, posso mergulhar indicando meu nome e minha data de nascimento que as escolas conseguem verificar pelo sistema).

Mergulho em Utila, Honduras

5° dia

Hoje foi o dia da diversão. Eu já não estava mais mergulhando como um estudante, mas sim como alguém com permissão para mergulhar mesmo.

Saímos às 7h30min da manhã e fomos a dois pontos diferentes na barreira de corais. Fizemos dois circuitos de 40 minutos em uma parte mais afastada da ilha, onde havia praias belíssimas e desertas.

Foto roubada da internet, só pra dar uma noção que vimos lá embaixo!

É isso pessoal! Espero que nosso post tenha ajudado quem pensa em fazer mergulho e ainda tem dúvidas ou receios.

Não deixe de curtir nossa página no face para acompanhar nossa viagem de volta ao mundo:
www.facebook.com/mundosemfimoficial

Um comentário sobre “Como foi meu curso de mergulho em Utila – Honduras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *