Como andar de ônibus em Bangkok

Quer conhecer Bangkok sem gastar horrores com táxi e tuk tuk? Então aprenda a usar o excelente sistema de ônibus da cidade!

Câmbio oficial (jul/2018)
1 real = 8,80 baht
1 dólar = 33,45 baht

Bangkok tem uma rede de trens e metrôs muito boa e barata, mas que infelizmente não leva para todos os cantos. A própria região de Khaosan, onde a maioria dos turistas se hospeda, não tem metrô por perto, o que faz com que muitos gastem bastante com os tuk tuks ou táxis (e estes adoram meter a faca nos estrangeiros).

A solução para isso é andar de ônibus. À primeira vista parece ser uma missão impossível, já que o nome dos destinos vêm escrito na língua tailandesa (isto é, com letras bem diferentes das nossas), mas a verdade é que é muito fácil se deslocar desta forma. Basta verificar o número do ônibus que não tem erro.

Reconhecendo os ônibus

O Google Maps está bem completo em Bangkok, e mostra praticamente todos os pontos de ônibus da cidade. Basta clicar no ponto desejado que você verá a lista de ônibus que passam por ali.

Basta selecionar um ponto no Google Maps que verá a lista de ônibus que passam por ali

Assim, basta ver quais ônibus passam no ponto perto de você e no ponto do seu destino. Só confira em qual direção você deve tomá-lo.

Não é comum que o motorista ou o cobrador falem inglês, mas é só dizer o destino que eles confirmarão se passa lá ou não.

E se nenhum ônibus for para o meu destino?

Se você não encontrar nenhum ônibus que faça a rota desejada, a alternativa é dar uma olhada em pontos nas quadras próximas a sua ou a do destino. Isso deverá ser suficiente, já que a cobertura dos ônibus em Bangkok é excelente.

Mas, se não tiver jeito, talvez você precise combinar dois ônibus ou ônibus e metrô.

O site Transit Bangkok pode te ajudar. Ele é todo em inglês e mostra as opções para você chegar a qualquer ponto de Bangkok. Também tem informações sobre o horário dos ônibus, os preços e tudo mais.

Saindo de Khaosan

Para facilitar mais a vida dos mochileiros, o seguinte site ensina a chegar desde Khaosan até os principais pontos turísticos da cidade, tanto em transporte público quanto em táxi ou tuk tuk:

http://www.langeasy.com/cities/bangkok/khaosan2.html#mozTocId243061

De/para o aeroporto

Para quem chega à Tailândia de avião, também há uma boa notícia: existe um ônibus especial que faz a rota aeroporto/khaosan (ou outros destinos populares) por apenas 60 baht. Bem mais barato do que pegar táxi. Este ônibus é fácil de identificar, pois vêm com o desenho de um avião no vidro, e costuma ter os destinos escritos em inglês.

E como faz para pegar ônibus?

É bem tranquilo: basta acenar e subir por qualquer uma das portas (não existe porta de entrada ou de saída). Procure um lugar e sente-se que o cobrador virá até você. Ele provavelmente perguntará para onde você quer ir para te avisar quando chegar ao destino.

Não precisa pagar com o valor exato, pois eles dão troco.

Quanto custa?

O preço varia com a rota, a distância e a qualidade do ônibus.

  • Ônibus laranja (com ar condicionado): 11 a 24 baht, dependendo da distância;

  • Ônibus amarelo (com ar condicionado): 10 a 12 baht;

  • Ônibus sem ar: 8 baht;

  • Ônibus vermelhos (são velhos e sem ar): 7 baht (alguns são grátis).

Depois das 22h, há um acréscimo de 1,5 baht no preço das passagens.

Ônibus em Bangkok
Ônibus com ar condicionado em Bangkok

Horário de funcionamento

Os ônibus funcionam regularmente das 5h às 23h. Há também ônibus madrugueiros que funcionam 24h.

Você pode consultar a lista dos que são 24h no site Transit Bangkok.

 

 

É isso, pessoal! Além da economia, você estará seguro de que não vai cair no golpe de nenhum taxista ou motorista de tuk tuk aproveitador.

Para mais dicas bacanas, acompanhe-nos nas nossas redes sociais:

5 comentários sobre “Como andar de ônibus em Bangkok

    1. Nada, pelo menos os que pegamos foram muito tranquilos. E passam com bastante frequência (a cada 10 ou 15 minutos).
      No começo deste vídeo aqui mostramos como foi pegar um ônibus:

      https://www.youtube.com/watch?v=9bupQR5eJZw

      Talvez, para vir das zonas comerciais para as residenciais no horário de pico seja realmente cheio. Mas nas zonas turísticas sempre passam vazios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *