4 meses na estrada – e aquele resumão dos gastos que vocês adoram!

Parece que foi ontem que estávamos arrumando nossas mochilas para deixar São Paulo, mas já completaram 4 meses que estamos na estrada! Cada mês que passa, estamos mais espertos em relação à economia, e neste último mês, apesar de estarmos passando por uma das regiões mais caras da América do Sul, conseguimos fechar os gastos abaixo da nossa meta! Aqui vai um resumão de tudo o que passamos:

Não sabemos bem o que aconteceu depois do 100º dia de viagem, mas sei que acordamos diferente. Já não nos sentíamos mais turistas ou coisa do tipo, e sim viajantes de verdade. Parece que finalmente entendemos que não estávamos de férias, mas que a estrada agora era nossa vida, nossa rotina.

Não sabíamos que era o 100° dia (só fomos descobrir alguns dias depois, quando atualizamos o nosso diário), pois já faziam alguns dias que não acessávamos a Internet e nem ligávamos o computador. Estávamos na pequena cidade de Bajo Caracoles, imundos depois de pegar carona na carroceria de uma caminhonete por uma longa estrada de terra. Ali não havia nada: somente um pequeno hotel que não tínhamos condições de pagar e um restaurante onde não tínhamos condições de jantar. Mas não importava: havia uma torneira em um posto de gasolina e tínhamos um pacote de macarrão e nosso fogareiro. Também tínhamos nossa barraca, e por isso não precisaríamos de hotel nenhum.

E foi aí que armamos nosso primeiro acampamento selvagem: caminhamos para trás da cidade, encontramos um pequeno espaço ao lado de uma fazenda e dormimos ali mesmo. E amanhã? Não importava, isso era problema do Renan e da Michele do futuro. O que importava era que, para hoje, tínhamos tudo o que precisávamos. Já não nos interessava mais se o dólar valia 2 ou 10 reais, se teríamos dinheiro para continuar a viagem, se precisaríamos trabalhar ou se teríamos que voltar ao Brasil. Queríamos apenas viver aquele dia, aproveitar as coisas simples e libertar a mente. Acho que, pela primeira vez na vida, estávamos sentindo o que é a verdadeira liberdade. À nossa frente, alguns guanacos machos brigavam para ver quem ficaria com as fêmeas do bando. E essa cena digna do National Geographic era tudo o que nos interessava. Ficamos ali, assistindo a este raro espetáculo da natureza, sem nos preocupar em pegar a câmera para fotografar ou filmar. Queríamos apenas viver aquele momento, como se não houvesse o amanhã. Como dizem: o futuro não importa, pois o presente é eterno. E é verdade.

Agora vamos ao que interessa:

Neste último mês, viajamos somente de carona, aprendemos a acampar em qualquer lugar e cozinhamos qualquer coisa que fosse barata. Fizemos vários amigos pelo caminho, esquecemos por alguns dias que existia Internet, aprendemos muito sobre história e geografia e, é claro, conhecemos mais e mais lugares incríveis.

4 meses de mochilão pela América do Sul
Mapa do nosso recorrido em 4 meses de viagem

Estes são os números de janeiro/2016:

  • Total gasto com hospedagem: 656 reais
  • Total gasto no mercado: 790 reais
  • Total gasto com transporte: Nada!! 😀
  • Total gasto com passeios: 273 reais
  • Total gasto com restaurantes: 133 reais
  • Outros: 11 reais
  • Total do mês: 1865 reais
  • média: 60,16 reais por dia

*Todos os gastos são para o casal, e não por pessoa.

Resumo das hospedagens deste mês:

  • Camping: 21 dias.
  • Acampando selvagem (beira de estrada, na natureza, etc): 5 dias.
  • Hotel: 1 dia
  • Casa de amigos: 4 dias.
  • CouchSurfing: zero.

Aqui vão os números da viagem inteira até agora:

  • 125 dias na estrada
  • 8645 quilômetros rodados
  • 3 países percorridos
  • 6 fronteiras cruzadas
  • 9 Patrimônios da Unesco visitados

E completamos nosso 4º mês na cidade de Puerto Natales, Chile 🙂

Os gastos da viagem estão assim:

  • Total: 9561 reais
  • Total com hospedagem: 2423 reais (19,40/dia)
  • Total com transporte: 2614 reais (20,92/dia)
  • Total com supermercado: 2890 reais (23,12/dia)
  • Total com passeios: 412 reais (3,30/dia)
  • Total com restaurantes: 698 reais (5,50/dia)
  • Outros: 284 reais (2,30/dia)
  • Média geral: 76,50 reais/dia
Gastos em 4 meses de viagem
Evolução dos nossos gastos ao longo dos meses viajando

Ao todo, nossas hospedagens foram assim:

  • 25 vezes por CouchSurfing
  • 32 vezes em campings
  • 5 vezes acampando na estrada ou no mato
  • 11 vezes na casa de amigos
  • 20 vezes em hotéis/hostels pagos
  • 1 noite na rodoviária
  • 4 noites dormindo em barco/ônibus
  • 26 vezes dormindo grátis em troca de trabalho

É isso pessoal, espero que tenham gostado e que estes dados possam ajudá-los a planejar a viagem de vocês!

Para mais dicas sobre viagens, curtam nossa página no face:

www.facebook.com/mundosemfimoficial

13 comentários sobre “4 meses na estrada – e aquele resumão dos gastos que vocês adoram!

  1. Fiquei emocionada ao ler o relato de vcs..a cada dia q passa sinto mais vontade de me libertar e viver uma experiencia assim..obrigada poe compartilharem sonhos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *