10 curiosidades sobre o Myanmar

Aqui estão 10 fatos curiosos sobre o Myanmar:

1. A maioria dos motoristas no Myanmar dirigem com o volante do lado contrário. E não é porque o país tenha mão inglesa não: os carros trafegam pela faixa da direita, igual no Brasil. Mas, como muitos são importados do Japão, acabam vindo com o volante do lado direito. Imagine o sufoco que é ultrapassar nessas condições…

2. É muito comum ver as pessoas na rua com os rostos pintados de amarelo. Este cosmético usado por eles é chamado de thanaka, e serve tanto como protetor solar quanto como hidratante.

Menino no Myanmar
Menino com o rosto pintado de Thanaka

3. O Myanmar é um dos três países do mundo que não usam o Sistema Métrico Internacional (isto é, gramas, metros, etc). Os outros dois são: Estados Unidos e Libéria.

4. A guerra civil do Myanmar é considerada a guerra civil mais longa da história. Os conflitos começaram em 1948 e se estendem até os dias atuais. Apesar disso, é muito seguro viajar pelo país, já que as regiões de conflito são isoladas e de acesso restrito.

5. O chinlone é o esporte mais popular no país. Joga-se com os pés e usando uma bola feita de palha. Pode ser não competitivo ou organizado de uma forma parecida ao futevôlei.

chinlone, Myanmar
Pessoas jogando uma variação do chinlone no Myanmar

6. A capital do país, Naypyidaw, é considerada a maior cidade fantasma do mundo. Com uma população de menos de 1 milhão de habitantes e uma área pelo menos 3x maior do que a de Londres, Naypyidaw foi construída pela junta militar e atualmente não abriga nem 10% da população para que foi planejada. Grande parte de seus edifícios estão abandonados, e suas largas avenidas quase não recebem tráfego nenhum.

7. Homens e mulheres costumam vestir-se com longyi, uma espécie de saia típica do país. E esta saia faz parte do vestuário das pessoas mais humildes até os mais altos executivos.

Longyi, Myanmar
Homens vestidos de longyi em um templo do Myanmar

8. A primeira conselheira do Myanmar ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1991. Aung San Suu Kyi é uma ex-prisioneira política e considerada a presidente de facto do país. Ela anunciou seu interesse em concorrer as eleições em 2015, mas foi impedida pela constituição, que proíbe qualquer um que tenha sido casado com estrangeiros de assumir a presidência. Mas seu partido ganhou com outro candidato, e dizem que hoje é ela quem realmente governa. Sua história é cheia de controvérsias, e chegaram a cogitar retirar seu Nobel, já que ela é acusada de permitir ataques recentes a grupos muçulmanos no país.

9. As pessoas chamam os garçons fazendo um som parecido com um beijo. É um ruído muito parecido com que se faz para chamar cavalos no Brasil. Poderia soar bastante ofensivo em outros países, mas lá é bem normal.

10. O betel é uma mistura de ervas bastante popular no Myanmar. Ele é mascado como um chicletes e deixa os dentes e a boca vermelha. Assim como o cigarro, o betel é viciante e pode causar câncer.

Betel, Myanmar
Rapaz preparando um betel

 

É isso, pessoal! Se quiserem saber mais sobre como é viajar pelo país, leiam nosso post completo aqui:

Para mais curiosidades bacanas, não deixem de nos acompanhar nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *